terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

108 anos

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Oficialmente prata




Hoje foi dia de Benfica. Aliás é dia de Benfica. Em suma é sempre dia de Benfica.
Cedinho me levantei e me aprontei para ir à catedral receber a MINHA águia de prata! 25 anos de dedicação foram hoje celebradas entre mim e o meu grande amor. Nesta nossa relação já tivemos altos e baixos mas sempre se manteve. Esta paixão que sempre perdurará e sempre se reforçará por esses anos fora.
Neste mesmo dia, além de muitos mais, houveram dois sócios que também foram receber as suas prendas, mas de ouro. Foram elas os sócios 4072 e 4073. Assim dito, pouco realce tem, mas se disser que foram os senhores Eusébio da Silva Ferreira e José Augusto a coisa muda de figura. Dois ENORMES benfiquistas que , merecidamente, levaram uma ovação quando da entrega das águias de ouro. Momento arrepiante. O benfiquismo que emanava daquela sala transbordava paredes fora. Ali não havia inveja, anti-clubites nem nada do género. Era simplesmente sentir e celebrar o Benfica. Bem hajas Benfica. Obrigado!! Daqui a 25 anos aí espero voltar

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Sporting Circus de Portugal




Deixei de gozar com o Sporting e com os lagartos. Eles próprios fazem-no bem melhor que eu e sem precisar de recorrer a ajuda externa.

Venha de lá o Sá Pinto!! Já estou à espera de animação...

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Digam lá se eu não dava um bom lagarto?

Mas o que eu queria mesmo saber era se já podemos mudar o nome da taça. Já temos a Taça Lucilio. Podemos agora ter a Taça Proença?

É só isto que pretendo saber. Eu não percebo nada de arbitragem portanto não me venham discutir isso cá para o barraco.Mas antes que venham com coisas que ele é lampião e o camandro...vejam lá se o reconhecem...




PS. Claro que também sei ser ridículo,ou pensavam que isso era exclusivo da lagartagem?

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

A imagem do nosso contentamento

Ora aqui está uma coisa que quero ver sempre que vá à Luz:














P.S: Estava a falar do Emerson na bancada

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Mas quem será...mas quem será...o pai da criança?


Há uns tempos bem próximos, pairava no ar uma discussão sobre as boas prestações do Braga. Jesus reclama parte do crédito, segundo ele, ele era o pai da criança. Domingos resmungava e obviamente chamava a si a paternidade da mesma. Nunca se chegou a conclusão nenhuma e sempre se ficou com a sensação que Domingos tinha feito um trabalho grandioso à frente dos guerreiros do minho.
O agora treinador do Sporting ficou com os créditos das brilhantes caminhadas dos arsenalistas e com isso ganhou estatuto para treinar um grande. Falou-se do Porto mas ele acabou no Sporting. Tinha agora nas mãos outra criança mas com outros recursos. Podia agora provar que de facto sabia criar crianças e que conseguia coloca-las a andar com passos firmes.
Pois bem, os primeiros tempos davam conta de um bebé precoce que já sabia matemática aplicada. Os adeptos olhavam para a criança e já imaginavam ali um sobre-dotado que iria entrar na universidade antes mesmo de acabar a primária. Puro engano. De facto Domingos nem tinha educado bem a criança nem a tinha dotado de princípios que a não fizessem cair ao primeiro empurrão.
A criança entrava na creche e já tinha a mania que era grande,mas o problema foi quando entrou para a primária e começaram a apanhar crianças mais adultas.
É preciso ter as pernas firmes para se saber caminhar e volvidos uns meses percebe-se que a criança de Domingos nem de muletas lá vai.
Agora em futebulês: o Sporting não mostra uma solidez que permita sustentar o seu futebol. Não se criaram referências tácticas que permitam uma ideia de jogo. É frequente nas saídas de bola do Sporting o pontapé para a frente do Patrício, as bolas longas do Polga e o deus-me-livre das incursões do Pereira. O Sporting saí sempre em esforço de trás e nunca chega à frente com dotes de equipa grande. Tudo isto desequilibra a equipa e faz que ela se parta em duas ficando depois a defesa à mercê de si mesma e com isto vulnerável em toda a linha.
No Braga de ¨Domingos¨nada disto se passava. A sua solidez defensiva sustentava toda a equipa dotando-a de consistência e pouco vulnerável a roturas. Mas então Domingos não conseguia fazer o mesmo que em Braga com melhores jogadores? Ainda por cima 3/4 da defesa que tinha em Braga mora em Alvalade(João Pereira, Rodriguez e Evaldo? A minha questão passa por aí mesmo. Quem criou as bases para essa solidez foi mesmo Jorge Jesus. Ele salta de equipa para equipa, mas as bases são as mesmas. Domingos apenas se aproveitou delas para depois fazer crescer a equipa. E mesmo assim completamente dependente das faltas que Alan e Mossóro arrancam a torto e a direito. Lembro também que chegam à final de Dublin sempre com golos provindo de bolas paradas: Liverpool de penalti e Benfica dois de livre.
Os mesmo tiques começam agora a vir cada vez mais ao de cima. A alcunha de Choramingos Paciência voltou em grande. As suas equipas nunca perdem bem. É sempre culpa alheia. E com alheia quero dizer: culpa das arbitragens. Era assim em Braga é assim no Sporting. Justificar a eliminação da taça da liga com 2 lances(penalti contra e a favor no jogo contra o Gil Vicente) é muito mau. Lembro que jogaram com um Rio Ave e com um Moreirense e também aí falharam. No jogo contra a equipa da segunda liga, Domingos não criticou a sua por falta de qualidade de jogo, culpou o Moreirense de ter tido uma atitude muito guerreira!!
Assim de facto vai ser difícil dar a volta. Se não se reconhece os erros, dificilmente se conseguem corrigi-los.
A minha pergunta fica então no ar: Mas quem será o pai da criança? Eu sei lá sei lá
Pesquisa personalizada