sábado, 7 de abril de 2012

Fui a Londres e vi o Big Ben...fica

(Que ninguém se atreva a criticar a minha bela arte de fotomontagem)


Acabadinho de chegar de Londres com o meu benfiquismo em alta e com as baterias recarregadas para apanhar o 33 para o Marquês.
Vou ser sincero, esta minha viagem foi aquela onde menos esperança tinha em alcançar resultados positivos. Como cheguei a dizer, era uma viagem com mais de turismo que de benfiquismo. E assim foi até chegar à hora do jogo. As noticias não eram as melhores por causa da ausência de centrais e já me apetecia assinar um pacto de não agressão com os chelseanos. Até uma derrota por 1-0 era bom, pensava eu. Mas o meu Benfica não pára de me surpreender. Com os minutos iniciais decorridos, começava a minha versão turística a desaparecer e a versão benfiquista em crescendo. Se marcassemos primeiro...
Depois lá levei com uns murros para ver se acalmava. Primeiro num penalti e depois numa expulsão. Fomos postos na ordem. Mas no nosso sector ninguém dava aquilo como perdido. Sempre puxámos pela equipa e sempre tinhamos aquela tenue esperança de algo épico poder estar para acontecer. Desde Artur a Emerson, desde Javi a Gaitan, passando por Matic e Bruno César, tudo era lindo. Equipa e garra fantástica. Este é o meu Benfica!!!!
O golo foi, como dizia o Bibota Fernando Gomes, um orgasmo enorme. Agarrei-me ao meu parceiro macaco e gritámos até mais não. O impensável de encostar o Chelsea às cordas em pleno Stamford Brigde estava a ser praticado até à exaustão, até que o Meiorreles acabou com o sonho. Mas foi um grande e belo sonho.
No rescaldo da noite pelos bares de Londres, ninguém despiu o fato de trabalho. Empunhámos o nosso manto sagrado e fomos de peito feito com o orgulho de quem deu o que tinha a dar e que nada nos envergonhava.
Não sou de vitórias morais, mas vá, esta cheirou a uma derrota com um d muito pequinininino.
Obrigado ao meu Benfica por mais um momento de paixão.

Momento benfiquista: em pleno metro de Londres, o speaker de serviço da estação, não resistiu ao apelo do meu irmão e lá anuciou num portuglês inglesado : Ninguém para Benfica ó ó ó. O som entoou pela colunas da estação e rapidamente se estendeu a mais benfiquistas por essas plataformas fora.

Momento uauuuu: No nosso passeio matinal em redor de Stamford Bridge viamos as fotos de antigos jogador pelas paredes. Numa dessas fotos estava o Jimmy. Esse mesmo que tinha jogado no Campomaiorense e Boavista. Comentávamos isso quando estavamos de saída. Ao virar da esquina estava uma personagem parecidissima ao Jimmy. É não é? hum... À medida que nos aproximavamos dele as questões mantinham-se. Ele apercebeu-se...dirigiu-se a nós e disse: Então pessoal? Tudo bem? Era mesmo ele...

7 comentários:

@oel@ disse...

Cool....

big benfas disse...

LOL..... que bregas são as galinhas... nem entendem que o "milhor xelsia "dos últimos anos, gozou, não jogou uma beata e bastaram 3 minutos, para 2 jogadores entrarem e um deles ter marcado um golão....
Sim, nunca jogaram de igual para igual pois eles nem se esforçaram...
Sois ridículos.... mas mesmo muito!!!

Valdemar disse...

A do Jimmy é épica.

Eu fui dos que, quando Javi a foi buscar ao fundo das redes do xélçç, acreditou.

Anónimo disse...

E o golo do jogador português que botou o fifica fora da Champions e que tinha sido assobiado na catedral?

Sois a vergonha da nação!

Germano Bettencourt disse...

ÉE engraçado ouvir dizer que foi o golo do Meireles que nos colocou fora da champions. Dá a sensação, de que se ele não marca aquele golo, era o Benfica a passar. Será que os Antis acreditavam tanto que se o Meireles n~~ao marca aquele golo, a 1 min do final da compensação, o Benfica marcaria? provavelmente é isso...

Pedro Teixeira disse...

E depois deste sonho todo... acordaste no sofá não foi?

faa disse...

O que interessa é que passaste uma grande viagem!
Essa do metro foi brutal, dá gosto quando é assim x)
O Jimmy, bom jogador! E pelos vistos, um gajo porreiro.

Foi mesmo pena não termos tido uma estrelinha da sorte.

Pesquisa personalizada