sexta-feira, 10 de outubro de 2008

O carteiro marca sempre 8 vezes

Martin Pringle: «Eu não era o melhor jogador do Mundo, não era dos melhores jogadores do Benfica ou do futebol português naquela altura, mas sempre dei o máximo»

Escusas de ser modesto, rapaz. Obviamente que não eras nada de jeito, mas uma vez que tiveste como colegas de clube Brassard, Paredão, Jorge Soares, Marinho, Pedro Henriques, Verissimo, Hadrioui, Gustavo, Jamir, Tiago, Paulão, Bruno Caires, Lúcio Wagner, Luiz Gustavo, Mauro Airez, Akwa, Paulo Madeira, Sousa, Leónidas, Jordão, Luís Carlos, Duda, Gary Charles, Michael Thomas, Andrade, Nandinho, Pepa ou Porfírio, pode-se considerar que até eras um dos craques do balneário.
Quanto a teres sempre dado o máximo, estamos de acordo. 8 golos em 55 jogos é mesmo o máximo que tinhas para dar. Sempre era um golinho a cada 7 jogos.

2 comentários:

pitons na boca disse...

Quando li esses nomes todos de seguida até me deu um arrepio na espinha... que má maneira de começar o fim de semana... vou ali ao post de cima olhar as suecas, a ver se isto passa.

EntradàVirilha disse...

Belos tempos... ;)

Pesquisa personalizada