sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Very British


Escrevo estas linhas no preciso momento em que termina o tempo regulamentar do V. Guimarães – Portsmouth. A equipa portuguesa, depois de ter perdido por 2-0 em “terras de sua majestade”, obteve uma vitória por números idênticos e portanto acaba de levar o jogo para prolongamento.

Não querendo tirar o mérito ao Vitória, que certamente o teve e que não posso de todo contrariar, até porque só vi o último quarto de hora do jogo, a verdade é que muito deste feito se deve ao facto dos ingleses serem de longe, o povo mais estúpido da Europa. E só não lhes atribuo o título mundial, porque há os americanos, que como se sabe nasceram da emigração da escória britânica nos séculos XVI e XVII.

Provas deste facto são várias: os seus sistemas métrico e monetário, que não lembram na cabeça de ninguém; conduzirem em contra-mão; virem de férias para o sul da Europa apanhar escaldões em cima de escaldões; ou o facto do casal Beckham, constituído por um gajo que diz que não consegue ajudar o filho de 6 anos nos trabalhos da escola e por uma anoréctica do mais pindérico que pode haver, serem uns ídolos lá na ilha.

Mas o que me irrita mais nestes gajos é o facto de quando lhes dá jeito serem um único país (a Grã-Bretanha), por exemplo quando é para contar medalhas nos jogos Olímpicos e quando não dá são quatro (Inglaterra, Escócia, Gales e Irlanda do Norte) como quando se trata de inscrever equipas ou selecções nas competições internacionais.

É claro que toda esta estupidez tem também reflexos no futebol. Começa logo pela treta de que foram os gajos que inventaram o jogo. Eu cá não acredito. Se fosse verdade, o jogo teria regras muito mais complicadas, não interessaria a ninguém excepto aos próprios, aos indianos e aos paquistaneses (que são assim uma espécie de ingleses do sub.mundo) e chamar-se-ia cricket.

Outra merda que não tem jeiteira nenhuma, apesar de muito elogiada é a longevidade que os treinadores têm à frente dos clubes. È muito bonito e tal, mas se fossem vocês a terem um Wenger à frente da vossa equipa e que, exceptuando umas cabazadas aos tripeiros, não ganhasse nada durante anos a fio haviam de achar um piadão. E se fosse um burgesso como o Harry Redknapp, precisamente do Portsmouth? Já olharam bem para o gajo? Aposto um Peter Crouch como o gajo bebe que nem um desalmado. Cá na rua há um gajo que tem a cara assim vermelha como a do Harry, chamam-lhe o Zé Penaltis, mas garanto-vos que não é por jogar à bola.

… caganda merda! Os merdosos acabaram de marcar 1 golo…

Faltam 15 minuto e o Portsmouth deve conseguir seguir em frente… O que me leva ao corolário deste post. A dificuldade que estes gajos, que apesar de terem um orçamento milionário, têm em construir equipas de jeito. Não sei os valores, mas certamente que os ingleses dispõem de um orçamento 10 vezes superior ao do Guimarães. Se fosse o Guimarães a jogar com uma equipa com um orçamento 10 vezes inferior, ao intervalo do 1º jogo, já a eliminatória estava mais que resolvida e os cepos apanhavam cá e lá!

Aquilo é um esbanjar de dinheiro como eu nunca vi. Compram tudo e mais alguma coisa, e tudo caríssimo, principalmente os Smiths, Willcoxs e Campbells que por lá pululam. Aposto que qualquer leitor desta prosa que tivesse à sua disposição os recurso que estes mongas têm, conseguiria em 2 ou 3 anos, construir uma equipa que se batia por títulos Europeus.

Podem vocês dizer: mas eles conseguem, a última final da Champions foi o Manchester com o Chelsea. É verdade, mas temos que ver que o dinheiro gasto para o conseguir foi obsceno e entre Mourinhos*, Ronaldos, Ricardos Carvalho e Nanis, aquilo era tugas por todo o lado.

* sei que o Mourinho já lá não estava, mas foi o gajo que fez a equipa.

2-2… E já devem pensar que são muito bons, outra vez.

Para terminar e para provar a minha teoria, pensem bem e digam lá um jogador inglês que tenha tido sucesso fora da ilha. Sucesso mesmo a sério, não é um gajo que tenha feito meia dúzia de jogos ou vendido umas centenas de camisolas.

Agora só queria que lhes saísse o Benfica ou Braga na fase de grupos, para os encavar forte e feio.

Odeio estes bimbos!

E pronto, acabou… o post e o jogo.

2 comentários:

EntradàVirilha disse...

Parabéns! Muito bom o post. Acho que nunca tinha lido um tão grande e que concordasse com absolutamente tudo!

Ze Piscinas disse...

Eheheh boa análise! Realmente compram muita merda de jogadores por valores impensáveis!!E resultados quase que nem vê-los!

Pesquisa personalizada