quarta-feira, 8 de abril de 2009

Final antecipada

Creio que amanhã teremos uma final antecipada entre o Barcelona e o Bayern. Afinal de contas eliminaram (sem categoria diga-se de passagem) a equipa mais forte da prova. :)
Falando a sério e porque tenho que vibrar com estas cenas no continente americano pois é o mais perto de ver um jogo de futebol à antiga que tenho aqui, vou assistir ao jogo (Barça-Bayern) de amanhã no Playwright (Washington com a 13th).
É um bar irlandês e ontem lá me deu um certo gozo ver os fãs do clube mais internacional do mundo (e mais rico e com o melhor jogador do mundo e actuais campeões europeus) a saírem desapontados contra um clube tuga, embora o corrupto.
Ou seja, o crime até compensa neste caso. Já o Sir Alex Fergusson tinha acusado isso(compra de campeonatos pelo fecepê) há bem pouco tempo lá da terra que inventou o desporto e que agora o domina. É como uma bola de neve, começa-se por se comprar uns campeonatos, marca-se umas presenças na liga milionária, faz-se uns cobres, compra-se todos e mais alguém e no fim tem-se uma equipa com jogadores caros que obrigatoriamente tem que jogar melhor. Quando o campeonato começa menos bem ou quando é preciso há sempre um empurrãozinho. E assim, com um plantel que dado o dinheiro até pode ser algo, consegue-se concentrar mais na Europa pois sempre que se falha internamente compra-se a resolução. O lado menos bom é que depois passa como uma desculpa moral. "Como é que podem dizer se roubamos cá dentro se ganhamos lá fora entre os grandes?"
Bom, há quem veja isto como fé mas eu cá sei que se as crianças (que à nascença são inocentes) no futuro virem os vídeos vão saber discernir o que foi desportivo ou não (a não ser filhos dos fanáticos que serão capazes de enganar os filhos e obrigá-los a acreditar do contrário - a tal "fé").
Mas não estou com dor de cotovelo não. Gostei de ver o Porto a jogar bem (e acabem com a carreira do Bruno Alves por favor) porque ali pareceu um duelo puramente desportivo. E se se mantiverem a jogar assim e o Manchester assado o recorde de confrontos entre o Sir e o Porto passa para 1-3 (no Aberdeen também levou). E creio que houveram uns certos e determinados bacocos provincianos que vão ter que esperar pelo prazer de ver o Porto perder na Europa por mais um bocado. Até parece um desejo legítimo pois o prazer de ver o seu clube ganhar parece bem mais longínquo. E também é engraçado dado que um deles até recebeu uns cobres por usar o termo provinciano tentando colá-lo com cuspo a outros pois nem conseguiu fazer transparecer algo parecido com um ponto de vista. Quando oiço ou leio o termo provinciano lembro-me sempre do Prof. José Hermano Saraiva utilizando provinciano para descrever as pessoas que têm aquele sentimento que o que é estrangeiro é sempre melhor.
E amanhã lá para o fim do jogo, 21h de Portugal começa a happy hour no pub. Portanto mesmo que o jogo seja aborrecido posso ver a repetição do Liverpool-Chelsea mantendo a bebedeira por metade do preço. Que o Barcelona dê um banho de bola porque os alemães já maltrataram a nossa selecção e foram ainda mais mauzinhos que o Barcelona contra a outra equipa portuguesa na prova.

1 comentário:

Chico Fonseca disse...

Sinceramente acho que na elimiatória anterior tivémos um Sporting que desde cedo se auto-eliminou. Contra numeros daqueles é dificil argumentar seja o que for, mas não me parece que seja uma equipa para fazer frente ao Barça.
A minha final desejada poderá não se concretizar, não por este encontro de hoje, mas pela grande exibição do FCP. Há que lhes dar mérito. Iremos sempre recordar que isto adveio de um passado muito escuro. Eu pelo menos irei me lembrar, ao contrário de outros que apenas elogiam o FCP e esquecem que tiveram que fazer uso de muitas ilegalidades para chegar onde estão. Acho que essa lembrança é pelo menos devida para que o roubo continue um roubo, para que os ladrões continuem com essa marca, pois se isso deixar de existir toca a roubar a torto e a direito que o crime compensa.
Tentanto me abstrair disto, e se calhar caindo na estupidez que outros falam, gostei de ver o FCP jogar, gostei de os ver dominar os titans naquele teatros de pesadelo para muitos dos fans do United, como eu próprio costumo ser, mas não ontem...
Abstraindo-me do lado escuro pode-se dizer que existem outros que investem milhões e não têm o mesmo sucesso. Nem de perto nem de longe em futebol jogado. Quando o meu clube joga mal faço questão de o criticar. Parece-me a mim que a alma benfiquista ainda anda muito cega pois, pelo menos neste blog, são poucos o que ouvi admitir que realmente não jogam um peido, marcam golos apenas de bola parada e lá vai mais um investimento pelo cano abaixo. Mas não interessa. Para o ano vão gastar mais milhões e poder novamente vibrar com os adversários das equipas portuguesas na champions para que Portugal acima de tudo não consiga mais pontos na UEFA e cada vez seja mais dificil lá chegarem.
Enfim, até contra eles próprios conseguem estar.
De qualquer modo, parabéns FCP. (argh, não é fácil dizer isto...)

Pesquisa personalizada