quarta-feira, 2 de abril de 2008

Contabilidade II

Este post serve para informar. Para informar aqueles que têm referido o facto do Sporting não ter ganho ao Setúbal este ano como algo de menoridade, apenas com referência à contabilidade de resultados. Pois bem, estes senhores não devem ter visto os jogos entre estas equipas.


Final da Taça da Liga


O último jogo entre estas 2 equipas (numa competição onde o Benfica já tinha sido arredado precisamente contra o Setúbal, com uma derrota e um empate, portanto igualmente sem ganhar contra a equipa sadina, assim como na liga onde o Benfica também ainda não ganhou ao Setúbal) foi a final da Taça da liga onde: 1) - o herói foi o guarda-redes sadino que defendeu 2 remates para golo durante os 90' e 3 penalties na decisão (apelidado de Eduardo Mãos de Tesouro e capa dos jornais) ; 2) - o primeiro remate (não, não foi à baliza, o total mesmo!?!) do Setúbal foi aos 50' e totalizaram apenas 2 remates sendo que 1 foi de livre (curiosamente ao poste, só faltava...); 3) - o Sporting falhou 3 penalties na lotaria; 4) - o jogo foi ganho precisamente na lotaria dos penalties.


Setúbal 1 - Sporting 0

Já na Superliga o jogo em Setúbal terminou numa derrota do Sporting por 1-0 (frango do Rui Patrício) num jogo onde o Sporting não só foi superior ao adversário mas onde Olegário Benquerença anulou (leia-se roubou) um golo ao Sporting logo no início.

Sporting 2 - Setúbal 2


Quanto ao jogo em Alvalade é de estranhar que alguns bloguistas que postam o lance infeliz de Stoikovic venham referir uma superioridade do Setúbal em relação ao Sporting com conhecimento de causa precisamente do contrário. Vejam o vídeo no post do "És sim senhor! ou pelo menos o mais cagão" para verem a única maneira do Sporting sofrer 2 golos em Alvalade e empatar.


Conclusão


Resumindo, o Setúbal não foi superior ao Sporting em nenhum dos encontros. Assim como não foi o Benfica (2 empates e com erros de arbitragem a favor), o Porto (um empate e uma derrota) e o Guimarães (derrota por 3-0 em Alvalade e vitória por 2-0 em Guimarães).


De qualquer maneira nem entendo esta comparação dos jogos entre os adversários directos. Se uma equipa numa liga ganhar os seus jogos merecidamente excepto contra uma determinada equipa não merece ficar à frente dessa equipa? É que segundo a lógica de alguns, o Benfica que na Liga não se superiorizou ao Sporting, Porto e Setúbal devia estar pelo menos em 4º.


Agora já tem referências para tomar a consciência dos bitaites, não é colega bloguista "Caneleiras de Cortiça - Ah e tal nunca ganharam contra o Setúbal"?


Fica aqui o melhor da final da Taça da Liga. E digo que se fosse o Sporting a ganhar a competição seria menosprezada, assim como foi o Setúbal, elevaram esse feito aos píncaros...



in http://www.ojogo.pt/:


"Leões só ganharam na contabilidade
ANA PROENÇA
Foi o Sporting que mais ataques fez, foi o Sporting que mais rematou à baliza, mas acabou por ser o Vitória de Setúbal a levantar o troféu na primeiríssima edição da Taça da Liga. Tudo o que possa ser dito sobre a estatística do jogo de ontem, no Estádio Algarve, de nada serve para a história desta final, ganha na "lotaria" das grandes penalidades.
Eduardo, o guarda-redes sadino, foi o grande herói da noite, ao defender três penáltis (de Polga, Liedson e Izmailov) e impedindo também, ao longo dos 90 minutos, dois golos do Sporting.
A equipa de Paulo Bento atacou, efectivamente, mais do que o Vitória, o que equivaleu a mais cruzamentos, a mais remates, e também a maior posse de bola. Apenas no campo disciplinar os leões estiveram significativamente piores dos que os sadinos: enquanto o Sporting cometeu 20 faltas, o Vitória ficou-se pela 12.
Durante a primeira parte do encontro, a formação de Carlos Carvalhal não rematou uma única vez à baliza, ao passo que o Sporting fê-lo por três vezes.
Enquanto no Sporting, cinco jogadores tentaram a sua sorte - João Moutinho (2), Liedson, Polga, Vukcevic e Romagnoli -; no Vitória, apenas Bruno Gama e Pitbull remataram à baliza, tendo este último colocado os adeptos sadinos com as mãos na cabeça ao atirar ao poste direito da baliza de Rui Patrício. De qualquer forma, de referir que, para uma final, se exigiam mais remates e, como consequência, mais espectáculo!
Curiosidades
2
Os mais rematadores
João Moutinho e Bruno Gama foram os mais rematadores, respectivamente, do Sporting e do Vitória. Ambos atiraram à baliza adversária por duas vezes, mas sem nunca conseguirem o desejado golo.
50
tiros tardios dos sadinos
O cronómetro apontava já os 50 minutos, quando o Vitória rematou pela primeira vez à baliza de Rui Patrício. Em contrapartida, o Sporting deu o seu primeiro tiro logo aos 14 minutos.
9
leões cruzaram mais
Foram nove os cruzamentos produzidos pelos jogadores leoninos, ainda assim muito poucos para o normal de uma partida de futebol. O Vitória ainda teve pior, com apenas quatro. "

4 comentários:

Teinaldo Reles disse...

que pieguice. Faça-se homem, senhor.
O treinador do sporting já disse várias vezes que o seu clube está no lugar que merece na liga, como mereceu perder a taça da liga, uma vez que não fez o mínimo que lhe competia para ganhar.
sois mesmo o roto e o nu

Caneleiras de cortiça disse...

Mais uma longa lenga-lenga leonina ao estilo fuinhesco ou seja, se não lhes podes ganhar, aborrece-os até eles não te darem resposta.
E é com esta falta de exigência em relação ao seu clube que congratulo o amigo Fuinha da Bola.
Enquanto os vermelhos se envergonham da época de merda que o seu clube está a fazer, os verdes regozijam com finais perdidas contra clubes falidos, rankings que não conseguem explicar e estatisitcas de remates e cruzamentos.
BRAVO!!!

Fuinha da Bola disse...

Mas quem é que não lhes pode ganhar? O Sporting ao Benfica ou o Benfica ao Sporting? O Benfica ganhou nos empates contra o Sporting ou contra os outros adversários?Quanto às palavras do treinador Bento, ele disse: "Foi uma boa equipa ao longo da competição e mereceu vencer pelo trajecto que fez. Foi um justo vencedor." Em relação ao jogo disse: "houve poucas oportunidades";"Fomos fiéis ao nosso modelo e fomos mais dominadores, enquanto o Vitória partiu rápido para o ataque. Controlámos o jogo defensivamente, impedindo que o Setúbal fizesse as suas transições habituais". Ou seja o Sporting foi melhor na final (até porque é um facto indiscutível) e o Setúbal pelo percurso imaculado na prova foi um justo vencedor (assim opina). Portanto atenção ao disse que disse. in www.ojogo.pt

tio disse...

lol

mestre Fuínha.

Pesquisa personalizada