terça-feira, 17 de novembro de 2009

10 razões para gostar do Carvalhal

1 - É um treinador do século XXI (estreou-se na Liga em 2000 no Aves). Além de ser algo moderno, ainda permite outra perspectiva positiva: ao contrário de maioria dos treinadores portugueses com muitos mais anos de experiência comprovando por muito mais tempo que são maus, este ainda teve pouco tempo para provar que é mau e menos tempo para provar que é bom.
2 - Apesar da curta carreira, aproveitou a mesma para obter uma vasta experiência: à excepção do Leixões nunca esteve no mesmo clube duas épocas seguidas.
3 - Tem um recorde único na história do futebol português quando qualificou uma equipa da 2ª Divisão B para a final da Taça de Portugal e consequentemente garantiu um lugar na Taça UEFA.
4 - O ponto 3 teve como maior importância ter garantido um título ao Sporting...
5 - É o Anti-Bento: Em 2007/08 ganhou-lhe a final da Taça da Liga e não perdeu nenhum dos quatro confrontos directos da época com o amigo. Assim, tem um crédito de responsabilidade na necessária e desejada mudança do status quo no Sporting.
6 - Ao ser contratado pelo Sporting já não lhe pode roubar mais títulos e pontos...

7 - Ao ser um calvo precoce representa mais uma ruptura em relação ao PB, não podendo ser gozado pela sua franja e com a grande mais valia de não termos mais que ler o joemorales a escrever a expressão monga Bentoínhas.
8 - Joga em 4-3-3, sendo mais um ponto de ruptura em relação ao 4-4-2 do Bentoínhas.
9 - É um dos treinadores mais desejados na liga Portuguesa. É apenas um de quatro treinadores a representar dois clubes na presente época.
10 - Já sacou dois pontos ao Benfica esta época.

11 comentários:

low desert puke disse...

"Foi daquelas precipitações à Sporting"

Repórter H disse...

Análise fria, objectiva e pertinente.

Apenas e só o que se espera dos grandes sportinguistas.

Mais um bravo, Fuinha!

Caneleiras de cortiça disse...

Claro que o 9 primeiros são irónicos e o ultimo é o único real, mas está um bom post, sim senhor

Chico Fonseca disse...

Parabéns Fuinha! Deve ter dado algum trabalho fazer este post. Muito bem documentado com "anexos".
Relativamente ao conteúdo em si, por mais irónico e exagerado que seja estou de acordo no ponto de ruptura. Espero pelo menos que seja uma ruptura numa táctica mais ofensiva. Terá também as suas desvantagens em termos de resultado mas pelo menos não adormeço nos jogos.
Carvalhal não era o que esperávamos mas não vale a pena o criticar sem ter feito sequer um jogo. Isso também não ajuda.
"Ah, criticaste o P. Bento? Agora vou criticar este!" Os PBs tiveram o seu tempo e ninguém criticou o PB antes de começar a treinar tendo ele o curriculo que tinha.
Dá a impressão que existe sempre uma facção ansiosa que tudo corra mal por serem contra determinada opção. Antes era o PB, agora o Carvalhal...
Enfim, primeiro a ruptura das claques, depois dos adeptos "normais". O melhor será criar o Sporting 1 e Sporting 2!! Assim fico com 2 equipas para torcer. Deito fora a que estiver pior e torço pela que estiver melhor! :)

Dartacão disse...

bem....o trabalho que este rapaz teve!
conseguiu inventar 9 razões só para disfarçar
vá admite lá amigo...estavas mortinho para por a nº 10 logo em 1º...
ahhh...pois...mas o nº10 é sempre a estrela da equipa, afinal está certo!

pitons na boca disse...

O século XXI começou a 1 de Janeiro de 2001, portanto o 1º ponto está inquinado.

Quanto ao ponto 6, se nas outras épocas só podia fazer isso umas poucas vezes, agora vai poder fazer semana sim, semana sim. :)

Bengas disse...

Chico: Não sei se é para mim, mas essa carapuça não me serve! Sou seguramente dos sportinguistas mais fiéis e incondicionais deste fórum. Provavelmente o que mais jogos foi ver ao estádio de Alvalade e outros. Obviamente se é com o Carvalhal que temos de ir à guerra, seja, também vou com ele. Apenas dizer que isso não invalida o respeito e admiração que sempre terei pelo Paulo Bento, um não sportinguista mas que defendeu mais e melhor o clube que muitos outros que o são, nomeadamente muitos funcionários e adeptos que infelizmente frequentam aquele estádio e em vez de unir, desestabilizam, insultam os “nossos” e são os primeiros a atirar pedras (bom, os primeiros não, os segundos, que os primeiros são sempre os lampiões, que depois ficam a ver os títulos por um canudo). E acho que mesmo no plano técnico-táctico, como sempre acontece nestas coisas (veja-se que hoje os mesmos que enxovalharam e empurraram o Peseiro já pediam o seu nome), muitos virão a dar o braço a torcer porque tenha a certeza que ficará demonstrado que o PB tem de facto muito valor como treinador. Obviamente, ainda com algo para aprender.

joemorales disse...

Só é anormal quando sou eu a escrever Bentoínhas mas quando és tu já é de Lagarto. Boa.

Todos vimos como ele "sacou" 2 pontos esta época ao Benfica, foi em 3 tempos. O 1º foi o Alfa-Pendular à frente da baliza, 2º foi o anti jogo e o 3º foi o penalti não assinalado ao min 89.

Em relação ao ponto 6, só te quero dizer para te lembrares dele, do ponto 6, quando estiveres em Urinaláxia XXI com lenços brancos e tarjas com monossílabos. Nestes 6 meses parece-me que vai roubar pontos às osgas mais que nunca.

Jengábola disse...

Estou-me nas tintas para o vosso treinador, mas sinceramente também não entendo o porquê de tanta critica ao Carvalhal. Não o acho assim tão mau. Dentro das possíveis escolhas de treinador português, a par do Machado, parece-me realmente dos menos maus...

Confesso no entanto que estava com algum receio que conseguissem juntar esta tripla, que juntos me pareciam poder fazer "mossa":

Freitas Lobo - Como director desportivo parece-me um gajo com potencial, nem que seja para descobrir jogadores... o cabrão deve conhecer uns 500.000 gajos diferentes! Bons, maus, baratos, caros, para emprestimo, para venda, novos promissores, velhos desaproveitados...

Sá Pinto - Se for "apenas" para manter putos parvos na ordem, parece-me a pessoa certa (que bela ajuda poderia ter dado ao Peseiro, por exemplo)

Villas Boas - Não faço ideia do que poderá valer, mas para o outro não abdicar dele para estudar adversários tem de ter potencial

Ainda bem que não foi assim :)

Chico Fonseca disse...

Dificilmente o treinador seria um que eu poderia ficar com a certeza de ser muito bom.
Agora, ficar à espreita de um pequeno deslize para crucificá-lo e até indirectamente crucificar o JEB é que não é digno de alguém que sofre por um clube, como é o Abrantes Mendes. Parece que nos estamos a desviar do que verdadeiramente importa: O Sporting Vencer.
E quando faço essa critica englobo todos os que criticam de forma leviana certos jogadores, certos treinadores, certos dirigentes e (uma coisa nova) certos adeptos.
Aqui enfio eu a carapuça!
Eu oiço os adeptos que nada percebem de bola a criticarem uns jogadores só por outros o criticarem. Chega a parecer um desfile de exibicionismos criticos.
Parece "chique" criticar.
Depois há os com segundas intenções que criticam por interesse pessoal para chegar a algo..
Resta-nos uma percentagem pequena de adeptos de critica verdadeira,ponderada, genuina e sensata como eu!:)
O problema é que cada vez mais sou da minoria até ficar sózinho, tendo que estar constantemente a esperar estar errado. E essa é a diferença. Preferir muito mais estar errado do que o meu clube continuar a perder.
Iria demorar algum tempo a explicar isso e tenho que ir almoçar e o não quero entrar em litigio com o meu estômago.
Força Carvalhal! (não soa bem nem conjuga com o Sporting, eu sei, but that's a dirty job and someone's gotta to do it)

Bengas disse...

Concordo 100% com o Chico. É precisamente isto que queria dizer quando me referia aos adeptos. Crítica imbecil e não sustentada, porque é chique criticar. É isso mesmo!

Pesquisa personalizada