quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Danke Robert...



Faleceu Robert Enke. Não vou recordar defesas estrondosas ou momentos de glória que tenha passado, mas sim um dos profissionais mais dignos que vestiu a camisola do Benfica nestes últimos anos. Uma pessoa com valores que infelizmente ontem nos deixou.


Conheceu a pior fase de que há memória no clube e demonstrou sempre carácter e dignidade enquanto lá esteve. Recordo 2 episódios que atestam o exemplar profissional e excelente homem que foi:
No final da época de 1999/2000, após mais um dos o piores campeonatos de que há memória, no último jogo em casa na Luz, e com o público irado a pedir contas por tão má prestação, nada como escapulir para os túneis de acesso aos balneários rapidamente, 'não vá eu ser importunado qual brioso profissional que sou' pensaram praticamente todos os 'respeitados' jogadores do Glórias de então. Todos excepto 2: Robert Enke e Pierre van Hooijdonk. Em vez de escolherem a via fácil da desresponsabilização como os colegas, alguns que por sinal tinham responsabilidades bem maiores no suposto clube do coração, optaram por agradecer o apoio que os adeptos tinham prestado ao longo da época através de uma volta ao campo, batendo palmas e acenando aos espectadores. O que se iniciou como uma enxurrada de assobios e insultos terminou com uma estrondosa salva de palmas em reconhecimento daqueles que 'deram o corpo às balas' e souberam honrar a camisola do clube que representavam. Uma cultura diferente a de Robert e Pierre, num país onde as esperas a jogadores e dirigentes ainda é moda, trouxeram algo de positivo ao futebol luso, nem que por breves momentos...


Outro momento marcante de Robert Enke na sua passagem pelo Glorioso, teve a ver com uma vertente da sua vida pessoal. Acérrimo defensor dos direitos dos animais, adoptou 7 cães rafeiros durante a sua estadia em Portugal. Disse na altura que não estranhava o número de animais acolhidos, uma vez que tinha a possibilidade de os ter, estranhou sim a propensão dos portugueses para apenas se preocuparem com cães de raça. Quando foi para Barcelona, na etapa seguinte da sua carreira, fez questão de os levar a todos consigo...


Obrigado Robert e até sempre...

12 comentários:

Fuinha da Bola disse...

O quê? Ele levou o plantel quase todo do Benfica com ele para Barcelona?

E esta fotografia...bom...mais um jogador à Benfica, na senda do pai Veloso, Nené, Calado, Simão...

low desert puke disse...

Boa fuinha. Começares a usar o cérebro, é mà ideia?

joemorales disse...

Este Fuinha é o espelho das Osgas todas que conheço, sendo de Leiria acreditem que são muitas as que conheço. Sempre em altas a demonstrar a classe que é ser de um clube que se diz diferente. Não tem preço ler os seus comentários.

Caneleiras de cortiça disse...

Fuinha - Baixo nível, mesmo vindo de ti

JNF disse...

Uma besta é uma besta e o fuinha é uma besta.

Bengas disse...

Epa desculpem lá mas a piada do Fuinhá foi boa e não ofende ninguém, a não ser os cães... dos lampiões que citou. Mas não o malogrado. Que descanse em paz, que de facto era um caso raro de classe.

Agora... o que me intriga é como é que o Mestre Mikas soube da história da corrida heróica à volta do campo!!! Na TV não foi que os últimos jogos não são transmitidos...alguém lhe contou? Ou terá sido o único jogo em 10 anos que o homem viu no estádio?

Já agora, aproveito para dizer que no mesmo sentido, os jogadores do Sporting têm sido todos heróis, pois nos últimos jogos têm-se sujeitado sempre às assobiadelas do público sem deixar de lhes agradecer a presença (só mesmo isso, porque mais tem valido jogar à porta fechada).

low desert puke disse...

"...agradecer a presença"?!?

Nao serà, em vez, um "Epah, desculpem là outra vez malta...mas olhem, 14 pontos no bucho jà cà cantam."?

Caneleiras de cortiça disse...

Ó Bengas, pelamordedeus
a frase "mais um jogador à Benfica, na senda do pai Veloso, Nené, Calado, Simão..." vinda de Fuinha quer dizer o quê? Não ofende porque ninguém lhe liga, mas o mau gosto está lá.
Se fosse uma coisa do género sobre o Damas ou o Cherba ías-te logo aos arames, e era cretino para cá e imbecil para lá

Mestre Mikas disse...

Relativamente à intervenção do Fuinha, nem me vou dar ao trabalho de comentar. Reveladora do mau gosto que caracteriza os sportinguistas em geral, realmente atesta o quão diferente são as pessoas d'Alvalade. Não me recordo de graçolas por parte de ninguém do Benfica aquando, por exemplo, da morte de Bobby Robson. Há alturas na vida em que mais vale ficarmos calados se não temos nada de inteligente ou construtivo para dizer. Houve quem tivesse perdido agora uma boa oportunidade para o fazer e quem não tenha o discernimento para saber fazê-lo...

Quanto a Bengas que põe em causa a volta de honra que Robert e Pierre deram ao antigo estádio da Luz, que peça à RTP / SIC / TVI ou qualquer outro meio de comunicação social que capte imagens aquelas relativas ao último jogo do campeonato dessa época. Não sou mentiroso nem sonhador para vir aqui para O Banco inventar só porque fica bem fazê-lo. Também me lembro do Nuno Gomes capitão de equipa a correr para dentro dos balnearios para fugir à ira da massa associativa nessa mesma altura. Foram 2 registos com que fiquei de Robert Enke aquando da sua passagem pelo Benfica, um como profissional outro como pessoa. Como eram positivos decidi partilhá-los porque pensei que seriam algo digno de referência e de memória futura relativamente ao homem em causa. Felizmente eu e os outros benfiquistas podemos fazê-lo mesmo tendo em consideração os anos conturbados em que Enke representou o nosso clube. Oxalá os sportinguistas possam fazer ou dizer o mesmo dos seus heróis no final desta bela época com que nos estão a brindar!!!

Bengas disse...

Ò Santa labreguice!!! Mikas labrego: claro que não duvido que o Enke e o outro tenham dado as voltinhas ao campo! Apenas gracejei com o facto de tu nunca pores os pés no estádio e por isso estar curioso como raio terás visto esse momento. Não disse em parte alguma que não existiu, apenas aproveitar para chacotear com o teu (fraco) benfiquismo, que nunca te leva ao estádio.

low desert puke disse...

è uma unidade de medida verdadeiramente de nivel bengas, ò rapaz.

Entao eu, que hà 5 anos que nao vivo em Portugal, como neste periodo sò fui uma vez ao estàdio nem do Benfica devo ser entao.

Santa atrasadisse mental...a minha, porque nao consigo deixar de comentar-te, rapaz bengas.

Joao disse...

Na minha opiniao, o episodio que melhor descreve o caracter do Robert Enke foi quando o Vitor Santos (na altura grande amigo do Vieira) entra pelo treino adentro para dizer nao sei que ao jogador que lhe pertencia (o Roger). Toda a gente, incluido o treinador da altura, nao teve coragem de colocar o "dono" do clube na rua, excepto ele.

Pesquisa personalizada