terça-feira, 6 de julho de 2010

A virgem, o judeu, o totó e o filho pródigo (ou a maçã podre)...

Agora mais a frio, e com mais informação, já é mais fácil fazer a minha análise ao caso da maçã podre.

Que o maior culpado da existência de um problema é o “filho pródigo”, penso ser unânime. Podemos chamá-lo de mercenário, profissional, whatever… O facto é que depois de um acto inadmissível em 2008 em que ele forçou a saída para um clube inglês com declarações bombásticas foi-lhe oferecido, como prémio, um novo contrato de 5 anos, passando a ser o jogador mais bem pago do plantel, a par do melhor jogador do clube neste século.

Muitos contestaram, com razão, a diferença de tratamento do clube dada a este caso em comparação com os casos Veloso e Vukcevic. Como desculpa para o sucedido, foi dito que o jogador atravessava um momento financeiro desesperante, que estava falido, que não estava em si e, como jovem de 21 anos que era, desesperou e ter-se-ia precipitado. Mas, na verdade, como muitos bem disseram, a diferença foi sobretudo ele ser o filhinho querido da casa e um jogador mais valioso.

Ora, já nos diz o ditado, que árvore que nasce torta, tarde ou nunca se endireita, mas sem estacas é que não se endireita de certeza! E, esse caso, comprova-se hoje, foi muito mal resolvido. Não se deve dar a um cão um biscoito para ele parar de ladrar. Pelo contrário, deve-se castigá-lo e, se e quando obedecer, então sim, premiá-lo com o biscoito. E, na verdade, como pai que desculpa os actos de um filho, optou-se por tapar o sol com a peneira e calar o “choro” do menino com um chorudo aumento de ordenado. Má solução, conforme se constatou este fim de semana.

Fazendo fé nas palavras do Totó em conferência de imprensa (ainda não desmentida por ninguém até à data) desde esse momento o “filho” passou a tentar extorquir o pai, com sucessivos pedidos de melhoria de contrato ou, de venda do seu passe a outro clube. O problema é que ninguém aparecia.

O judeu fez então um exercício simples: o menino tem mais mercado em Portugal que no estrangeiro, logo, o melhor é tentar colocá-lo num dos 2 rivais. Oferecido pelo judeu ao rival do norte, este prontamente acedeu em pagar o valor de 11M€ e chegou a acordo com o jogador. Claro que sim, pensou o rival do norte! Óptimo esquema para contratar um dos melhores médios portugueses a preço de saldo. Posto isto, pensaram o judeu e o "filho pródigo",é só utilizar a mesma estratégia que resultara a seu favor no passado: chantagem. Porque o Totó e os amigos, tão boas pessoas que são, vão ceder.

Armado em virgem, o presidente do rival do norte diz ao Totó que só fica com o jogador se se sentarem à mesa para negociar, como se não fosse, também ele, um dos principais responsáveis.

O final da história já se sabe: o Totó acedeu ao estratagema, recebeu a massa, a virgem foi ao cú do totó mais uma vez, com o judeu e o filho pródigo a aplaudirem e a rirem-se de mais uma golpaça bem dada.

O Totó ficou convencido que fez o melhor pelo interesse do clube. Eu acho que não.

Porque a dignidade e a grandeza do clube não têm preço, havia que fazer deste caso exemplo. Tínhamos 3 anos de contrato pela frente, durante os quais, se necessário fosse, o jogador não faria um único jogo pelo clube. O mercado seria cada vez menor e a falta de competitividade afectaria também a sua qualidade técnica. Seria uma espiral que prejudicaria muito mais o jogador do que o clube. Estaria ele disposto a sacrificar significativamente a carreira e sair do clube à beira dos 27 anos, após 3 anos de inactividade)? Outros já o fizeram, mas não me parece que fosse o caso. Se sentisse força do outro lado, ele cederia. Se não cedesse, paciência: os 11M€ seriam o preço da dignidade e do orgulho.

Seria também uma demonstração de firmeza que solidificaria a liderança, valor supremo numa organização, que passaria a mensagem a todos os outros elementos do grupo que não vale a pena rasgar contratos e desafiar a liderança. Seria a garantia que ninguém mais forçaria a saída a preço de saldo. Se bem que, sejamos, sinceros: 11M€ não era um preço exorbitante por tão preciosos valores. Para quem esbanjou nos últimos 6 meses 12,5M€ por reforços que ainda não demonstraram valor, parece-me até uma pechincha. Não tenho dúvidas que seriam esses os tratamentos que receberiam Bruno Alves ou Luisão nos seus respectivos clube, se usassem o mesmo esquema.

41 comentários:

Caneleiras de cortiça disse...

Bengas - Falta-te um dado na tua equação.
Falta-te a artimanha do taberneiro, Presidente da AG do Sporting, que ontem na TV até mencionou que o "esquema Miguel" utilizado por ele próprio, podia ser utilizado por qualquer jogador em qualquer clube.
Se o Miguel conseguiu rescindir com o Benfica por "falta de condições psicologicas", imagina nesse caso o Moutinho

Anónimo disse...

Leiam o DN e o JN
O filho pródigo saiu por 10Milhões (não onze) porque o Tótó deu um mandato ao Judeu para o vender por esse preço a quem quizesse. Inclusivé à virgem, que muito caladinha foi à bilha ao Tótó, que ainda agradeceu.
Está encontrado o preço para o encavanço colectivo. Por 10Milhões podem-nos saltar para cima. Quando venderem o filho pródigo abatem o investimento. Só falta pagarem a prestações para ser mais bonito.

E todos os outros tótós batem palmas.

Este Sporting Fornever disse...

Muito bom!

Acabámos de vos adicionar na nossa lista de blogues.

Saudações Leoninas

http://estesportingfornever.blogspot.com/

Bengas disse...

Também me chegou aos ouvidos, de fonte credível, essa versão. Mas em nada altera o que aqui escrevi: acrescenta um pormenor que é o de no meio da sua totozisse e da chantagem, o Totó & friends terem assinado um contrato sem incluir a habitual excepção para clubes portugueses. Amadorismo.

Dartacão disse...

Completamente de acordo sô Bengas. Embora (alguns) não mereçam, fica aqui a minha solidariedade com os adeptos. Imagino como se sentem. Sim! Sei do que estou a falar, de presidentes totós já tive a minha quota.

Anónimo disse...

Brincar com o dinheiro dos outros é fácil. Entretanto o Barcelona pediu empréstimo para pagar salários.

Já vai tarde. 11 e não 10 milhões é muito bom por um montinho de merda.

Ricardo disse...

São 10 milhões de euros que o Porto paga ao Sporting - o Nuno André Coelho ainda teve de ser pago pelo Sporting por um milhão.

Provavelmente, o melhor negócio do século!


muahahahahah

Petinga disse...

Mas quem é que está a brincar?

Preferes que agora venha o Veloso usar o mesmo esquema para forcar a saída? E depois o Carrico? Preferes criar este precedente para que qualquer outro jogador da formacao possa fazer do clube refém?

Se é esse Sporting que queres entao bom proveito.
Eu por uma vez concordo taxativamente com o Bengas. E digo mais. O contrato era até 2014. E nao acredito que o Moutinho quisesse sair do Sporting aos 28 anos com 4 anos sem jogar. Porque se o Sporting é muito mais do que um jogador, essa seria a forma exemplar de o demonstrar.

Achas que o Porto e o Benfica nadam em dinheiro? Mas tens alguma dúvida que fariam o que o Bengas aqui descreve?

Obrigado e bem-hajam

Anónimo disse...

Lamento continuar a ler comentários de sportinguistas que, passado tanto tempo ainda não engoliram a derrota nas eleições.
Eu, sócio há quase meio século, não votei em nenhum e não tenho aprovado muitas decisões do homem mas, neste caso, que fazer? Dois milhões é bom dinheiro e não sei se ele os vale...

Anónimo disse...

Excelente post. Totalmente de acordo. Assim não vamos lá, sinto-me profundamente desiludido com a maneira com que o nosso clube está a ser gerido.
Ainda este fim-de-semana tive a obrigatoriedade e infelicidade de me deslocar ao porto e foi incrível a forma como os tripeiros (sabendo que eu sou sportinguista) me abordaram.
Aquelas caras de gozo/satisfação/humilhação fizeram de mim um ser tão pequeno que só queria encontrar um buraco para me enfiar.
O espírito de rivalidade com que cresci a amar o Sporting e a odiar vermelhos e azuis perdeu-se completamente, hoje somos engolidos por tudo e por todos, perdemos toda e qualquer credibilidade para junto dos nossos (ainda) rivais. Os tempos de glória tendem a esgotar-se. Eu não sou este Sporting.

SL

jürgen disse...

Anónimo, brincar com o dinheiro dos outros é o q esta direcção anda a fazer!

A questão principal não é se é mt ou pouco dinheiro (concordo que hoje em dia seria difícil arranjar uma proposta melhor), mas sim ganhar ou perder um grupo de trabalho!

Com atitudes como esta ficamos claramente na mão de jogadores mercenários e mal-formados.

A direcção foi, neste caso, claramente o elo mais fraco e isso não pode acontecer.

Como diz o Bengas, se fosse preciso ficava 3 anos sem jogar e queria ver quem era o mais prejudicado.

Até porque não investimos nada (à excepção dos ordenados) neste jogador. Iríamos "apenas" perder uma possível mais-valia.

Esta é apenas mais uma situação que acaba em prejuízo do clube.

Francisco Chaveiro Reis disse...

Concordo plenamente!

low desert puke disse...

Anonimo das 15.22,

"O espírito de rivalidade com que cresci a amar o Sporting e a odiar vermelhos e azuis perdeu-se completamente, hoje somos engolidos por tudo e por todos,(...)"

Odiar? Mas sabes o que isso quer dizer...?

-Lutar contra (mas no campo);
-Ganhar;
-Detestar;
-Ser melhor;
-Contrariar;
...qualquer uma destas argumentaçoes eu perceberia...mas...Odiar?!?

Qualquer coisa a nivel desportivo està errada na tua cabeça. E pelos vistos na de outros adeptos que também pouco demonstram dever à inteligencia.


Deixem-me repetir para ver se consigo perceber...Odiar?!? Tu foste ensinado a odiar o Benfica ou qualquer outro clube? é essa a vossa cultura?...Odiar?

Nao, nao consigo perceber.

ana disse...

Está à vista de todos que isto foi estratagema montado para o Moutinho rumar ao fcp! E as declarações do JEB só enganam quem quer ser enganado! Mas alguém acredita que não houvesse um clube lá fora que quisesse o Moutinho? Nem emprestado?!? Mas querem enganar quem? Diz que meteu vários empresários à procura e não se conseguiu nada... DIGA? O Jorge Mendes, esse grande empresário com tanto contactom conhecimento, não conseguiu arranjar uma solução? O Pina Za-não-sei-das-quantas coloca o Adrien num clube israelita e não arranja colocação para o Moutinho?!?! Começo a acredityar que não foi o bimbo da costa que papou o Bettencourt. Foram os dois que paparam os Sportinguistas! Os que acreditam na rábula, pelo menos! Porque eu não me sinto papada, sinto-me roubada! Burlada!

Fox27 disse...

A mim não me interessa a boa saúde do Sporting por aí além.Apenas vos quero fracos o suficiente para vos ganharmos mas fortes quanto baste para darem luta.

Posto isto, o Moutinho chateou-se com a direcção e, numa semana foi vendido.

Há quase dois meses até ao fim do mercado de transferencias. Para quê vender tão rápido? Se calhar seria mais fácil ter mais proposta se fosse sabido que ele estava à venda!

Se o Moutinho é um cabrão para vocês, vocês não têm qualquer obrigação moral de olhar pelo seu futuro. Se ele tiver de ficar até aparecer alguém, que seja.

Raios, o homem pode ser uma merda, mas é um bom jogador! É preferível (discutível mas a minha opinião) vendê-lo para um clube qualquer estrangeiro por uns 5 milhões do que por 10 a um rival. Nem que seja com uma clausula em que têm de vos pagar x se ele for revendido para Portugal.

pitons na boca disse...

A historia de deixá-lo secar até ao fim do contracto é muito bonita. Se fosse no meu clube, talvez dissesse o mesmo, a quente.

Esquecem-se que falam de um dos 2 jogadores mais bem pagos de um clube que apregoa contenção nas contas?

tio disse...

essa de ficar a dar voltas ao campo durante 3 anos, parece me pouco realista..

se calhar a vontade até foi essa, mas o sporting nao tem economia para tal.

para mim a maior incognita e o meu maior medo é saber qual a razão para este comportamento do moutinho.

jocivalter disse...

O Jorge Ribeiro, no Benfica, como se recusa a ser emprestado, baixar o ordenado para ser vendido, esteve uma época inteira de molho, a dar voltas ao campo de treinos. Ele não recebe tão pouco assim.
Durante meia época ainda teve a companhia do Balboa, depois ficou literalmente sozinho.

O próprio irmão passou pelo mesmo.

à falta de jogadores para formar um plantel inteiro, lá acabou por fazer parte dos que seguem para estágio na Suiça, se a postura se mantiver terá este ano a companhia do Mantorras e podem ir juntos correr para a praia. Pode ser que encontrem por lá o grande Paulo Madeira, ainda perdido...

Joao disse...

os agricultores no sporting não devem ser lá grande espingarda. Moutinho é maça podre, o Caneira também deve ser, o Izmailov já foi, o Veloso também me parece que é (vamos lá ver se o homem sai a bem ou a mal do sporting), etc...

qualquer dia ainda vamos ver o bettencourt a insinuar que a maça podre é mesmo o extraordinário roupeiro do sporting Paulinho...

mitaka disse...

concordo plenamente,o dinheiro nao paga o orgulho,e desta situaçao toda so saimos fragilizados internamente e externamente.

http://vivesporting.blogspot.com/

os meus parabens pelo excelente post e pelo blog,seria possivel a troca de links?continuaçao de bosn posst,e ideias que acima de tudo defendemm o orgulho e a garra que esta direcçao claramente nao tem

Anónimo disse...

não ricardo,o negócio do século foi mesmo o do Balboa.

lolololololololololol

Quanto ao Noddy eu quero é que ele vá para o caralho.

Filipe Manaia disse...

Então a ideia boa era ter lá o gajo só a treinar durante 3 anos e no entretanto estoirar à volta de 4 milhões de euros nos ordenados dele?

joemorales disse...

Sim sim, metia-se o Montinho a correr e ele rescindia com justa causa. Lá ficavam 11M a arder...

Bengas disse...

Este Sporting Fornever e Mitaka, bem-vindos e obrigado!
Também vos adicionaremos.

SL

The Wall disse...

Pois para mim é realmente triste que um jogador, formado no clube, a receber extraordinariamente bem e ainda por cima capitão tenha atitudes destas. A situação foi muito mal gerida ao longo destes anos porquem quem o vendeu num fds a um concorrente foi numa atitude de desespero. Concordo com a venda, pois parecia inevitável, mas não a um concorrente. Preferia te-lo vendido por menos a um clube estrangeiro.

mitaka disse...

obrigado bengas,ja te adicionei.

Petinga disse...

Nao sei como é possível pensar-se que um jovem de 24 anos, com mais de 20 internacionalizacoes por Portugal e mais de 20 mil minutos jogados pelo Sporting na Liga Sagres iria

(a) sequer ACEITAR a hipótese de ficar a dar voltas ao relvado durante 3 anos sem rever a sua posicao
(b) ficar na "lista de transferencias" mais do que 2 meses.

OK que podiam nao receber 10 milhoes. OK que podiam nao receber o "fabuloso" Nuno Andre Coelho (que pelos comentários de alguns indefectíveis adeptos deste negócio de MERDA é vinte vezes mais central que o Daniel Carrico apesar de ter feito menos de 7 ou 8 jogos na Liga Sagres). Mas QUALQUER fundo de empresários que se preze compunha uma proposta de 6 ou 7 milhoes para resgatar um jogador que tem este CV e este potencial de crescimento.

Continuo a nao acreditar como há tantos Sportinguistas contentes com este negócio. Palavra de honra.

Bengas disse...

Bruno, evidentemente também eu preferia essa alternativa. Só que aparentemente ela não existiu (ou o Pini Zahavi e o Moutinho não quiseram que ela existisse...) nos últimos tempos.
Mas a questão é mesmo como diz o Petinga: se o Sporting tem mostrado uma posição de força tanto um como outro iriam desdobrar-se em contactos em treinos à experiência para encontrar outro clube que pagasse uns 5, 6 ou 7 M€ por ele. Era preferível perder a diferença para os 11M€ e mostrar firmeza no exercício da liderança. Essa é a história dos grandes líderes.
O risco que corrias - quanto a mim muito pequeno - era não aparecer ninguém durante os 3 anos que faltam e ter que lhe pagar os ordenados. Mas como referi, considero que ainda assim seria preferível.

Bengas disse...

o destinatário era o The Wall, claro

pitons na boca disse...

Estatutos para tranferencias

Quem tiver curiosidade (como foi o meu caso), a pagina 9 é muito interessante no que toca a este caso (como a outros).

“Período Protegido: um período de três Épocas completas ou de três anos, o que ocorrer primeiro, após a entrada em vigor de um contrato, se tal contrato tiver sido assinado antes do 28º aniversário do Profissional ou um período de duas Épocas completas ou de dois anos, o que ocorrer primeiro, após a entrada em vigor de um contrato, se tal contrato tiver sido assinado após o 28º aniversário do Profissional.”

É preciso lembrar que o Moutinho já estava para lá do chamado “período protegido” que o estatuto de transferências prevê.

Uma eventual rescisão unilateral com “alguém” a pagar as compensações necessárias para a sua saída seria - para alem de ficar mal visto o clube para onde ele fosse - ao mesmo tempo uma entrada inferior de dinheiro (acredito eu) mas, por outro lado, uma tomada de posição que deixaria os dirigentes sportinguistas mais fortalecidos e precavidos para o futuro (visto os clubes terem dito que não apelariam ao fim do "período protegido" para ir buscar jogadores e não quererem arriscar ficar com esse rotulo).

Caneleiras de cortiça disse...

Não acredito, por muito que queiram que seja verdade, que nos 2 meses que faltam para o mercado fechar, que os empresários não conseguissem colocar o Moutinho noutro clube por proposta similar à do FCP, ou mesmo por empréstimo.
A questão mais importante continua a ser: Porque é que o Moutinho, capitão do clube onde estava há 11 anos, faz um forcing destes para sair, indo ganhar mais 30% do que está a ganhar, sendo essa transferência para um rival, com todas as implicações negativas para a sua imagem.

The Wall disse...

Tens que mudar a foto Bengas. Essa é que é a realidade.
O que me preocupa agora são os 108 milhões do contrato da Sportv. Será que os vamos gastar em 50 jogadores banais?
Não seria este o momento para termos 1 treinador de top, um director desportivo com experiencia e uma equipa que encha os estadios?

Petinga disse...

Pitons,

Mas o contrato em vigor nao tinha sido assinado em 2009 (renovacao com descida da clausula de rescisao e premio de assinatura generoso)? Nesse caso ainda estamos bem dentro do "periodo protegido" de que falas. Estarei errado?

Caneleiras,

So consigo ver 4 razoes possiveis.

1) O projecto desportivo agrada-lhe mais (o que quer dizer que ao fim de 2 semanas de treinos com o PalSerj se calhar o Moutinho percebeu que vinha ai mais do mesmo?)
2) Em termos familiares a mudanca e minima (nao e a mesma coisa emigrar para Inglaterra ou apanhar o Alfa para o Porto)
3) Jogar no Porto permite mudar para melhor em termos de perspectivas de transferencia futura sem ter que mudar de Campeonato... continua a defrontar os mesmos adversarios que ja conhece dos tempos do Sporting mas sabe que se a temporada correr mesmo bem "salta" logo para um clube de topo.
4) Eventualmente seduzido pelas "facilidades" que os jogadores do FCP teem no panorama nacional... provavelmente caiu-lhe mesmo muito mal a nao chamada a Seleccao (e sobretudo o perceber de como essa nao chamada tera sido arquitectada no escritorio de quem hoje por ele pagou 11 milhoes)

Claro que a alternativa que muita gente escolheria era
5) Porque e um granda cabrao, um filho da puta e um Noddy de merda!

mas parece-me um bocadito simplista como opcao... :-D

pitons na boca disse...

Petinga,

a ideia que tenho é que o "periodo protegido" tem inicio no momento do primeiro contrato profissional, e não na ultima renovação que é feita. Mas posso estar enganado, como acontece muitas vezes. :)

Ricardo disse...

Vocês conseguem imaginar o que seria para os lados de Alvalade, se o Moutinho tivesse ido para o Benfica (em relação a isto, parece que foi oferecido ao Benfica pelo empresário mas o BEnfica não aceitou para não criar diferendos - alguma vez veríamos isto do outro lado da circular?)? A confusão, a chinfrineira, os insultos, a espuma, a raiva?

Agora vejam a reacção dos sportinguistas (JEB à cabeça) a esta notícia. Só falta agradecerem ao Pinto o ter andado a falar com o jogador à revelia do clube.

Como é que é possível?

Tenho de voltar ao sportinguista lúcido (Obrigado, Joci!), não há volta a dar:


"Experimentei então olhar a realidade sem os óculos do anti-benfiquismo primário. Se fizerem o mesmo agora, o que vão ver não é bonito:

- Passaram oito anos desde o nosso último título. Os últimos quatro em segundo lugar atrás do Porto. Será que não nos estamos a enganar sobre o nosso principal adversário neste momento?

- Pensem nos últimos 15 campeonatos. Os lampiões, esse inimigo pérfido e temível, afinal ganharam tantos campeonatos como nós: 2. O Porto, esse, ganhou 12. Será que não nos estamos a enganar sobre o nosso principal adversário neste momento?

- Pensem no Apito Dourado. Ficou provado que houve um clube que ganhou o campeonato de 2003/04 subornando árbitros – sendo o seu principal adversário nesse campeonato o Sporting Clube de Portugal. Que clube era esse? Será que não nos estamos a enganar sobre o nosso principal adversário neste momento?

Ricardo disse...

Uma coisa é gostar de dar alfinetadas no Benfica – algo de saudável. Outra é assumir as balelas do Porto, por mais absurdas que elas sejam, com um ardor de fazer inveja a qualquer Super Dragão. É o Vandinho que é um mártir (apesar de as imagens que o mostram aos pontapés ao treinador adjunto do Benfica). São cabalas contra o Braga para os impedir de inscrever substitutos para o mesmo Vandinho (apesar de, à época do castigo, já terem esgotado as vagas de Inverno). É o Hulk que é provocado por um steward (apesar de nenhuma imagem o mostrar). É o Ruben Micael que é vítima do túnel da Luz (apesar de só se ter lembrado disso quando chegou ao Porto e de, quando a Liga o chamou para investigar, ter ficado calado a conselho dos advogados do Porto). É o Benfica que controla Liga (apesar de ter sido o único “grande” que não apoiou a lista que agora cessa funções). É o Falcão que leva um amarelo para o impedir de jogar com o Benfica (apesar de a única dúvida nesse lance ser se é para amarelo ou vermelho)

Um jogador lamp leva com um isqueiro, pega nele,finge que o vai atirar de volta e deixa-o cair - a Liga é vermelha pois não lhe dá um castigo igual ao Hulk! Entretanto o Braga mantém-se na corrida do título graças a uma arbitragem vergonhosa contra o Guimarães e um golo milhas fora-de-jogo contra o Paços, mas isso não merece um comentário. O CJ da FPF iliba um jogador de uma suspensão justa com uma decisão hilariante que equipara um steward a um espectador – mas está é “descoberta a careca lampiã do Ricardo Costa!”. Desde que se arranje ruído – e se o Porto é especialista nisso! - e se repita o mantra: “este campeonato é roubado pelo Benfica”, tudo estará bem.

Desculpem-me se não alinho nisto. Desculpem-me se me entristece ver adeptos do Sporting a festejarem efusivamente golos do nosso principal adversário, quando caminhávamos para a 8ª derrota e para o 17º jogo sem ganhar da temporada. Desculpem-me se me entristece ver, na homenagem a um símbolo do Sporting, incentivos a um treinador que um dia disse que em circunstância alguma vestiria a camisola do Sporting. E desculpem-me se acho que este anti-benfiquismo primário e a sua manipulação por Direcções incompetentes tem tido um papel importante no adormecimento do clube.

E, antes de me atirarem as pedras, não estou a tentar a dizer a ninguém o que deve sentir. Estou a relatar o que eu sinto. Em mim, o anti-benfiquismo primário desvaneceu-se e não me peçam para o sentir de novo tão cedo.

Infelizmente, o Benfica vai ser campeão esta época. Vai custar-me muito, claro. Mas não mais do que se tivesse sido o Porto a ganhar. Não mais do que qualquer ano em que o Sporting não está no seu lugar devido: o primeiro. E não mais do que quando penso no tempo que desperdiçámos, enquanto celebrávamos a comédia da Luz."

Petinga disse...

Essa é que é essa, Ricardo. E se há coisa que o JEB sabe muito bem é que os adeptos lhe vao aparando os golpes desde que envolvam o Porto (Postiga, sentar-se ao lado do Presidente na tribuna, oferecer o Moutinho, ser insultado em escutas mas nao cortar relacoes).
Nao tenho dúvidas que as alminhas que clamam vitória por termos vendido o Capitao ao Porto estariam ainda mais revoltadas que eu se o destino do bicho tivesse sido o rival da 2a circular.

Anónimo disse...

JEB tenta simao no Sporting ...Rui Costa rejeita Simão....

low desert puke disse...

Toldo preferiu terminar a carreira a ir para o sporting...

Esta dòi.

Fuinha da Bola disse...

O Caneleiras levantou uma questão muito importante: a do Santo Graal. Como é que é possível que o anão se queime por 30% mais? É isso que lhe vai salvar as desgraças financeiras? É uma história inacreditável, agora vai ter que viver na Bimbalandia em desgraça para o resto da sua vida. Tem um cv invejável: não vamos viver para ver outro labrego formado 11 anos e capitão num clube forçar a saída para um rival para receber 30% mais de um tecto salarial. Não há explicação possível para isto, nem para os seus netos nem para os adeptos e acompanhantes do desporto, só para os adeptos tripeiros e super dragões. Um labrego que há não sei quanto tempo anda sem dinheiro por que o pai era o gestor da sua carreira e fazia investimentos catastróficos. De qualquer modo é uma história triste, nunca deixará de ser um triste e apesar de ser um jogador que tem sempre um rendimento positivo esperemos que não saia da mediania e que fique naquela indefinição de nem ser um jogador 10, nem um trinco, sempre naquela imagem de meio-campo empastelado e inofensivo da era Paulo Bento: não fazia mal, mas também não fazia nada de bom, tanto defensiva como ofensivamente. A única explicação plausível nesta lógica de vida de mercenário falhado será um prémio de assinatura, de que ninguém sabe, para dar de comer à sua família falhada que não se rege com 150 mil euros.

low desert puke disse...

Nestas alturas o Humberto nunca tem tempo para comentar.

Pesquisa personalizada