sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Então, agora é assim

Talvez por baralhação, talvez por ter nascido para a maledicência (até de quem diz mal), o Tio perguntava-nos ontem "e agora..."

Talvez por graça divina, talvez por ter nascido para ensinar os que menos sabem eu respondo.

Agora, só há que saber explicar que a selecção só é o que é hoje graças à sapiência, enorme dedicação e visão iluminada do Prof. E dito isto, passo a demonstrar.

Em primeiros, acho que nem é preciso lembrar Riade 89 e Lisboa 91, o pontapé de saída do futebol português do sec. XXI que na quarta-feira atingiu o seu esplendor. Quem foi o grande timoneiro dessas duas aventuras? Ah, pois é!!!!

Depois e para aqueles que possam vir a dizer "epá, mas as escolhas de 4ª feira foram do Paulo Bento e o que é que o Professor teve a ver com elas? Muitos do jogadores ele nem convocava." E eu respondo: Pois verdade será, mas só aqui chegámos porque houve alguém (o Professor) que tudo deixou preparado. Se não vejamos:

Eduardo, Ricardo Carvalho, Pepe, Bruno Alves, Meireles, Ronaldo e Nani, já o professor convocava e dos outros só tenho a dizer o seguinte:

  • Rui Patrício, o Prof. sempre disse que tinha que acabar o seu percurso de formação nas selecções. Agora também ele o convocaria, na certa.
  • João Pereira (caganda cunning plan, pá!!!), se no mundial não se tivesse lembrado de por o Ricardo Costa a defesa direito, o Miguel e o Paulo Ferreira não teriam abandonado a selecção e portanto ainda hoje o Paulo Bento os convocaria. Mérito de quem? Do Professor, claro!
  • Bosingwa à esquerda - ah pois é, como foi a ganhar ninguém critica a invenção, mas quem foi o primeiro a inventar que nem gente grande?
  • Moutinho (mais um caganda cunning plan), não o ter levado ao Mundial, foi a pedra de toque para ele se mostrar um puto birrento, ser recambiado como a maçã podre que é para o FCP e hoje poder render o que rende... ao serviço da selecção, claro!
  • Carlos Martins, se o Prof. o tivesse convocado, agora o Paulo bento chamá-lo, não poderia ser visto, como um acto de desprendimento por parte do actual seleccionador e portanto de motivação para a equipa. Eis mais um acto de gestão desportiva de grande visão de futuro.
  • Postiga, já sei que agora vão começar a dizer, tu queres ver que o Prof. também tem mérito na recuperação de Postiga. E eu respondo, pois com certeza que sim. Se não fosse o Prof. a convocar o Liedson para a selecção, de modo que agora ande que não pode com uma gata pelo rabo, abrindo lugar ao Postiga no Sporting, onde é que o caxineiro andava? Com a peida sentada no banco à espera que o contrato acabasse. Assim, anda a marca golos a Espanha que parece o Falcao a marcar ao Benfica!
E pronto, assim se vê que o Professor é um grande português, vê ele muito mais com um olho fechado que muitos de nós com os três!!!

4 comentários:

tio disse...

prof. um injustiçado, que só dps de morto sera reconhecido o mérito.

só ilustres como Rui Santos, filosofos quem nem Luis Freitas Lobo ou mesmo vanguardas como Simões, conseguem no presente lhe dar o mérito.

bem hajas Professor. O teu povo não te merece!
Vai e não voltes

Cantinho do Morais disse...

Para mim tem toda a lógica. O homem é mesmo um visionário.
O que será de nós quando, um dia, partir?

ana disse...

Ou seja, na prática, o homem tem sido um injustiçado! Um mártir! E essa história de ele ter um ego enorme é a mais pura das mentiras, pois se até faz como Deus: escreve direito por linhas tortas. Sacana do PB, que vai ficar com os louros do trabalho do prof!
Bem hajas Repórer, por me teres aberto a pestana!

Anónimo disse...

O professor não é português…é moçambicano…o rabeta!!!

Pesquisa personalizada