sexta-feira, 7 de março de 2008

O rescaldo do derby

Factos:
O Benfica foi inferior.
O Benfica chegou ao golo através de lance de bola parada inexistente.
Um penalty sobre Vukcevic escamoteado permitiu ao Benfica empatar.
in http://www.ojogo.pt/23-376/artigo695302.asp:
"Árbitro
A dança dos critérios
À semelhança do que havia sucedido com Pedro Henriques no dérbi da Luz*, Paraty optou por não assinalar a marca dos penáltis. Ficou pelo menos um claríssimo por marcar: derrube de Léo a Vukcevic na área de rigor, aos 60'. Além disso, teve dois critérios: do "deixa jogar" à inglesa, da primeira parte, sem qualquer admoestação, com grande tolerância, a outro em que faltas "normais" passaram a ser sancionadas com cartão amarelo. Acabou por expulsar Nélson, mas perdoou a Cardozo... "
Posto isto, manda a matemática fundamental, uma das poucas verdades universais, que 3 + 3 = 6. Significa isto que só nos confrontos directos o Benfica beneficiou ilicitamente através das arbitragens da partilha de pontos e o Sporting foi prejudicado na mesma, em vez dos merecidos 6.
Ou seja, falando apenas nos confrontos directos, além de ter sido inferior e correctas as coisas, o Benfica estaria agora no 5º lugar e o Sporting em 2º.
Historicamente, entre os dois, apenas o Benfica esteve dois anos sem se qualificar para a Europa e terminou em 6º lugar, o pior de sempre. O que indicia uma falta de dignidade e certa ignorância quem comenta a classificação actual com regozijo.
Destaque ainda para a agressão de Cardozo que passou impune. Sem Paraty, viu-se o que se passou no Bordel da Luz contra o Getafe. Bordel porque este ano toda a gente vai lá f*der o Benfica e porque os jogadores do Benfica são uns verdadeiros chulos com as suas reformas douradas.
E por falar em Paraty, este homem despede-se dos derbys para ligas/campeonatos com o fantástico registo de 6 jogos em que o Benfica nunca perdeu. Porque será?
Destaque para Vuckevic que para além de um golo de belo efeito (em bola corrida!), ia marcando o segundo, sofrendo o penalty por assinalar. É a consagração do novo Balakov.
Muito engraçado o Leo quando questionado: " quem, eu??!! Mas não fui eu!..."

* - n.a.: Quando Katsouranis aparou a bola com o braço, para os de memória muito curta. Deve ser por isso que joga com pulso térmico, à basquetebolista.

2 comentários:

Caneleiras de cortiça disse...

e depois o alentejano sou eu

Le Loup Fou disse...

Não vi o derbi porque estive em trabalho de investigação... http://leloupfou.blogspot.com

Pesquisa personalizada