sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Izmailov e Paulo Barbosa



Paulo Barbosa: "Izmailov, não há stress! Vais sair a custo zero, don´t worry"

Izmailov: "É pá isso é que eu curtia... mas como pá?"

Paulo Barbosa: "simples pá... invertes aquilo que disseste em Agosto, e começas a falar mal do JEB, do Costinha e tudo o que mexa no Sporting"

Izmailov: "hmm a sério? então mas porque?"

Paulo Barbosa: "É pá.. tu não ves que agora é moda falar mal do JEB e do Costinha?? Se tu o fizeres, todos vão te dar razão e vamos contribuir para mais polémica. Os gajos estão armados em durões, e antes que o povo verde e branco se lembre que é preciso disciplina no clube, vamos aproveitar o estado permeavel desta direcção e falar mal deles"

Izmailov: "muahahahah... boa boa... ja tou a ver o filme... vou dar uma entrevista em Moscovo a partir a loiça e depois é só esperar pelo pessoal a mandar bocas ao totó.. muahahah.. és um génio pá..muahaha é pá eu até aposto que o reporter h vai fazer um post no banco da mexicana a me defender e a ofender os gajos...muahahah"

24 comentários:

MM disse...

Tio, o que te move contra RepórterH? Pela 2ª ou 3ª vez criticas implicitamente o teu companheiro, colega e camarada leonino redactor.
Já basta vermos o Valdemar constantemente de braço dado com os analfabetos na caixa de comentários.

Fiquemo-nos por aqui em matéria de traições. Abraço.

MM disse...

Já agora sobre o post e para não ferir o anti-sportinguismo do Dartacão:
O Izmailov para além de ser um belíssimo jogador tem um aspecto muito limpo, fofo. Os seus frios olhos soviéticos não mostram (em momento algum) maldade e não creio que possua más intenções sobre o Sporting.

MM disse...

Foi das primeiras coisas que gostei no russo, o seu ar. Vejam por exemplo as imagens do golo em Leiria que nos deu a penúltima supertaça: o homem dispara a bomba e na hora de festejar o golo a sua expressão não evidencia um sorriso sequer, como o sorriso que o seu rosto na imagem que dá cor ao post mostra.
Dentro do campo o russo trabalha, friamente, produz. Não obedece a emoções o seu jogo, o Izmailov que joga (jogava) pelo Sporting não é melhor, pior ou diferente do Alexei que está neste momento em Volvograd trabalhando duramente o aço e contribuindo - sem questionar - para a produção de metal que equipará mais um submarino da poderosa frota soviética.
Fora do campo ... doçura e simpatia, como a foto do post mostra. Pacatez e sobriedade. Eu gosto do Izmailov.

Yevgeny Mouravitch in «O Benfica é uma grandessíssima merda, compreendem de uma vez por todas ou não?», Moscovo.
Com prefácio de Mostovoi, escrito em Celta a partir das colinas de Vigo.

Valdemar disse...

Hehehe,

vai-te lixar, MM.

Com todo o respeito para um camarada leonino.

Abraço.

MM disse...

Valdemar, devolvo esse abraço em redobrado. Eu sei porque o fazes, eu no fundo sei. O nosso coração tem a ligar-nos muitas artérias, muito verde sangue, muitos títulos, muitas vitórias, muitos verdes relvados, campos, estradas, pistas, ringues e piscinas. Há espaço para tudo e se não lhes dermos as mãos, quem o fará?
A desaparecida Teresa Machadada?

tio disse...

caro MM, o reporter é meu amigo e merece o meu respeito, apenas n concordo com o seu ponto de vista e muito menos pelas suas constantes criticas.

o ter mencionado aqui foi uma provocação tipica deste blog.

saudaçoes leoninas

low desert puke disse...

Valdemar, andas de braço dado com os portistas da caixa de comentàrios? Eu nem da existencia deles tinha conhecimento, ve là tu...

Falando em conhecimento, ontem o JEB disse que o sporting é um clube eclético com 14 mil titulos conquistados. Ora, se a memòria nao me falha, o nosso amigo MM sempre falou de 20 ou 22 mil titulos (alguém confirma?). Ao menos desta vez foi um do teu clube a ensinar-te umas coisas sobre o mesmo...

Manda cumprimentos meus à Teresa.

ana disse...

Por-tu-gal! Por-tu-gal!

MM disse...

É a diferença entre títulos oficiais contabilizados, que vão de 1906 até 2006 (ano do Centenário) e, títulos totais estimados, não até hoje mas até Agosto de 2009. A informação dos 20 000 títulos é adiantada pelo próprio Bettencourt nesse momento, Agosto de 2009.
Seja como for para ti tudo isto é-te indiferente porque sejam eles os oficiais contabilizados ou os estimados, qualquer dos números chega e sobra para arrasar qualquer clube em Portugal ou arrasá-los a todos juntos. Somados.

Compreendido ignorante?
Qualquer dúvida não hesites em colocá-la, mas pergunta, não afirmes nada antes de perguntar.

low desert puke disse...

Até sobre uma entrevista dada em directo nao sò para Portugal, mas também para todo o mundo, és capaz de mentir com quantos dentes tens.

Ainda que o Banco nao tenha assim tantos seguidores, milhares e milhares de pessoas assistiram ontem ao programa da Judite e podem, à simples distancia de um clique, desmentir-te. Mas nem esta conjectura te demove de mais uma tua figura patética.

à beira do fim da entrevista, JEB em modo propagandistico, até um pouco ensopado em altivez, disse claramente que "temos 14 000 titulos conquistados"...

Caçadores de ursos, apresentai-vos.

MM disse...

Estás a ver como apesar de todo o esforço que investes não sais da mediocridade.
Vou repetir ignorante:
Contagem oficial, até 2006, porque a contagem oficial só foi feita até ao ano do centenário: 14 000 títulos, reais títulos, só em equipas seniores masculinas e femininas sem que estejam contemplados lugares de vice-campeão ou troféus de participação em amigável.

Portanto ignorante: qualquer menção que se faça ao nº de títulos oficiais que o Sporting tem, 14000 é o número a avançar.
Tal qual como José Eduardo Bettencourt o fez ontem.
De onde vem o nº 20 000? Do próprio José Eduardo Bettencourt que em Agosto de 2009 na sua página do Twitter anuncia que segundo estimativa o Sporting com 20 000 títulos conquistados ultrapassa o Futbol Club Barcelona ocupando o lugar de mais titulado clube na Europa, à frente dos catalães.
E porquê "estimado"? Porque não é uma contagem oficial. É um pouco como a contagem que o teu clubeco de merda tem na sua página oficial, compreendes?
Os 14 000 oficiais até 2006 mais os entretanto ganhos até Agosto de 2009 estima-se (ou estima o Sporting) que cheguem aos 20 000.

low desert puke disse...

Portanto nao reconheces o Wikipédia para servir como base de dados de comparencias do teu clube na uefa, nao reconheces contagens dos sòcios benfiquistas pelo pròprio World Guiness of Records, mas vens falar da pàgina do Twitter do JEB?

Carrega nisso ao cubo.

MM disse...

Não, isso já é outro domínio: aquele em que espalhas sempre quando sem que dês por isso te enrolas e atrapalhas nas tuas próprias medíocres observações.

Foste tu quem veio falar de José Eduardo Bettencourt e os 14 000 títulos, ninguém mais. Como para ti é pelos vistos uma questão importante (como o são muitas, quase todas aliás do universo leonino) tens de escolher 1 das 2:

Ou os 14 000 oficiais que ele falou na entrevista e são por todos conhecidos.

Ou os 20 000 estimados que ele adiantou em 2009 e que o sítio do clube publicou há 5 meses numa peça intitulada "10 factos indesmentíveis". A blogoesfera leonina fez eco do artigo, não creio que te tenha passado ao lado.

Pensa na questão patego, e decide por ti.
O que eu reconheço ou deixo de reconhecer discuto-o com "interlocutores" válidos. Tu não fazes parte do conjunto.

E mais uma coisa limitado ... agradeço a tentativa do "José E. Bettencourt desmentiu-te para toda a gente ver". Lisonjeia-me que na tua mentezinha eu ocupe lugar de tão importante destaque. Não me atribuo tanta importância mas seja como for agradeço-te que tu pelos vistos o faças.

Cumprimentos.
Baixinhos, assim da tua estatura.

(Ps: Dartacão, é isto que queres que se discuta, sobre o Sporting? Ou estou dispensado para voltar ao tema "Balboa"? Quando estiver avisa-me.)

Ricardo disse...

Deixa-me lá ver se percebi: em 100 anos o Sporting ganhou 14.000 títulos e em 4 ganhou... 6.000?

Brutal. Claramente os últimos 4 anos têm sido os de maior pujança do clube. É um ganhar de títulos que nunca mais acaba.

Ó MM, como diz um amigo meu, "pede para cagar e sai".

MM disse...

28 000.
Não são 14 ou 20, mas 28 000.
Já a minha vizinha do rés-do-chão-com-quintal afirma a pés juntos ser 19 e 600.
E agora, vamos discutir os 14 000 do Bettencourt, os 20 000 ainda do Bettencourt, os meus 28 000, ou os 19 600 da sócia dos católicos de Glasgow?

Vá decidam lá isso e digam qualquer coisa. O Balboa pode esperar.

Repórter H disse...

Provavelmente até foi qualquer coisa deste género.
O que nos deveria inquietar era perceber o porquê, como é que se evitam esta situações de futuro e como tratar este caso no presente, para além claro do prejuízo que o clube pode vir a ter por causa disto.
Finalmente tio, quando te voltar a ver, levas 2 calduços e 3 carolos, por causa das coisas!

JNF disse...

Vou buscar mais pipocas. Continuem sff.

joemorales disse...

Jogadores do Leste sempre deram problemas. Izmailov não é o primeiro caso e seguramente não será o último. Na minha óptica, a partir do momento que o Marreta veio falar cá para fora, perdeu toda e qualquer credibilidade, por mais razão que tivesse e lhe fosse assistida.

Mas ainda bem que o fez, mais um motivo de gozo. Óptimo para este espaço.

Ainda se discute o palmarés dos troféus de Tiro ao Alvo com Palitos e dos títulos de melhor vendedor da Tupperware? Lolada.

low desert puke disse...

Troféus esses que podem simplesmente ser "participaçoes em amigáveis".

MM disse...

joemorales,
Não esperando eu obviamente grandes coisas vindas de ti, as tuas observações que pretendem (sem sucesso) menorizar desportos que vá lá saber-se porquê tanta gente no mundo lhes presta tanta Olímpica atenção como o Atletismo, a Ginástica, o Tiro, a Natação, ou até outros como Hóquei, Futsal ou Andebol, são apenas reflexo do incómodo e inveja que sentes ou és mesmo tão ignorante e vazio quanto mostras?

E capaz de ser a 1ª.

ana disse...

quem não souber o significado da palavra "oficial" vá procurar, e até pode ser na wikipédia. Talvez aí percebam o que o MM quer dizer. eu pensava que era só o puke, mas como já vejo tantos a baterem na mesma tecla... e qual o ponto em comum, qual? ah pois é, ah pois é...

e um postzito sobre a selecção? nada? hum? hum?

low desert puke disse...

Eu faria um postzito sobre a selecçao, sim.

E faria um outro como tentativa de explicaçao para o facto de cada vez que o MM passa dias sem comentar também tantos e tantos anònimos desaparecem assim como nicks inventados no momento. Depois tentaria estabelecer uma ligaçao entre isso e fenòmenos como a ausencia de vida social, horàrios de trabalho sérios, estaturas morais mais altas ou mais baixas e ressabismos vàrios.

MM disse...

Ana, um dia apostei que no "Alemanha 2006", 3 anos à distância dele acontecer, o Carlos Martins seria o 10 da selecção portuguesa nesse mundial. Perdi a aposta, embora durante muitos meses de 2004 estivesse - com muita felicidade - convicto que ia ganhá-la. Mas depois já se sabe, apareceu Paulo Bento e a coisa complicou-se toda. Ontem vi 35 minutos do jogo da selecção - coisa rara, porque futebol de selecções não é coisas que costume consumir em grandes quantidades - e no meio de tanta mudança ficou algo perfeitamente à vista: para o futebol fazer sentido tem sempre de existir um futebolista com as características do Carlos Martins em campo, e isto nunca mudará, por mais máquinas perfeitas que os treinadores de futebol queiram inventar, convictos de que são elas quem faz do jogo algo muito especial.
Dói muito Ana, toda a problemática Carlos Martins e o Sporting. Não interessa onde ele está, porque a dor era igualmente intensa em Huelva - hoje será até menor - mas interessa sim de onde ele saiu, e o porquê disso ter acontecido.

Desocupado, ninguém aqui duvida que a tua motivação é essa: concentras-te demasiado numa tentativa artificial de pessoalização onde procuras não afirmar algo sobre tal assunto mas, afirmar algo contra alguém que disse não sei o quê, e que agora (segundo tu) diz não sei o qui.
E não passas dessa inutilidade.

Estabelece lá essas ligações todas, elabora um relatório, faz print-screen e uploada para o photobucket. Depois vem cá mostrá-lo à malta porque o que a gente mais quer saber é disso. Mas não te esqueças de nada sim: cruza "os dias", com os "anónimos que desaparecem", os "nicks do momento", "vida social", "horários de trabalho", "estatura moral" e "ressentimentos". Quando tiveres feito isto podes depois fazer a restante metade, cruzar toda essa informação com a praia da Rocha, os teus horários de ir dormir e acordar, os teus horários de (emprego) trabalho e todas as informaçõezinhas pessoais com que enches esta caixa de comentários. Se precisares de um ponto de partida podes quem sabe ir pesquisar mensagens de 4, 5, 6 e 7 meses passados. Usa muito o photobucket e não te esqueças de no fim dizer o que costumas dizer aos "anónimos":
«E se começassem a assinar os posts, cobardes?» (sugestão à qual acrescento em forma de ficção) «Como eu, o low desert puke, que assino com o meu nome e toda a gente aqui sabe quem sou, não conhecem malta, o "low desert puke"?».

Ai se o ridículo envergonhasse ...

Faz o seguinte pateta, queres pessoalizar qualquer coisa faz isso como deve ser. Começa por um nome e depois construímos a partir daqui. Eu adoro gentes, adoro relacionar-me com gentes de toda a espécie, cor, género e feitio. Quem sabe um dia ainda te pago um café. E depois discutimos tudo o que quiseres discutir e ajudo-te no que for preciso, gratuitamente e de livre vontade. Começavas a queimar etapas a uma velocidade louca.

low desert puke disse...

O que mais me assusta é que essa nem é uma tua tentativa de passares como naive. é que percebe-se que acreditas mesmo nisso como um perfeito tapadinho.

O facto de alguém assinar posts ou nao existe simplesmente porque alguém (conotado com um nick - logo dotado de uma personalidade online e uma série de escolhas e caracteristicas que o definem perante os outros), nao quer admitir certas palavras sobre certos argumentos. é obvio que aqui ninguém sabe quem é o LDP, a ana, o Ricardo ou o Petinga ou outros. Mas quando um destes nicks afirma algo que possa beliscar afirmaçoes anteriores a coisa adquire uma dimensao que pode moldar a opiniao de outras pessoas sobre quem està por tràs desse nick.

Em vez, se um simplòrio qualquer manda a primeira bordoada ressabiada que lhe sai da cabeça e depois se refugia atràs do anonimato, esse é o primeiro passo de um sentimento de vergonha para consigo pròprio...mas ao menos os outros nunca saberao quem o disse. é no fundo um comportamento de falhado, admitindo-o e nao sabendo conviver com isso, e nem o anonimato ajuda a disfarçar essa consciencia.

Sobre inutilidade, pessoalizar coisas e outras baboseiras vàrias repito aquilo que jà tenho dito. Descreves como ninguém o teu comportamento e isso, pode ser o primeiro passo para uma recuperaçao psicologica.

Pesquisa personalizada