segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

"Sindrome de Quique"


Parece-me que o nosso treinador sofre de uma patologia, que apelidarei de "Síndrome de Quique".
Tem alguma semelhanças com o "Síndrome de Tourette", mas no caso do espanhol a desordem neurológica dá-lhe para dizer asneiras, mas não de cariz obsceno.
O "Síndrome de Quique" caracteriza-se por por tiques involuntários ou vocalizações que ocorrem repetidamente da mesma maneira, ou seja, dizendo a primeira coisa que lhe vem à cabeça.
Imaginemos que o paciente está a analisar um embate dos próximos dias contra um grande adversário. Se disser algo do tipo: "O F.C. Porto, geneticamente, é mais forte que nós", é provável que o paciente, geneticamente, sofra de "Síndrome de Quique".
Outro exemplo típico. Se a entidade patronal de um individuo pede a penalização de um jogador adversário por simular uma falta e esse individuo afirmar que "seguramente que também fiz simulações. Era um jogador que pisava muitas vezes o meio-campo contrário e simulava algumas vezes", temos um "Síndrome de Quique" em estado avançado.
Finalmente, se o doente no seu discurso normal disser que o seu projecto no Benfica é de médio prazo, e a meio atirar que pode voltar para Espanha a qualquer momento, trata-se dum caso terminal, que só terá cura com várias doses de vitórias, consecutivas e inequívocas, de forma a baixar os níveis de verborreia e honestidade. A alternativa será abate-lo.

6 comentários:

tio disse...

ja aqui tinha dito que o Quique Folres e um treinador demasiado sério para servir o Benfica.

volta Chalana

Camilo disse...

..."nosso treinardor"....o carvalho!!!!!

low desert puke disse...

Eu pròprio farei questao de recordar-te essas palavras no fim desta època, tio.

Caneleiras de cortiça disse...

Camilo, tem de ser nosso, pelo menos até ao fim da época.
Se é para mandar um espanhol embora para entregarmos o leme ao Chalana, mais vale a pena estarmos quietos.
Além disso, se tirarmos a parte de falar mais que a conta e a equipa não jogar nada, até é um bom treinador.

joemorales disse...

Caneleiras de cortiça, espero é que no final da época tenhas que engolir essas letras...

Caneleiras de cortiça disse...

Joemorales - Também espero! No entanto, ainda que ele seja campeão não quer dizer que não seja um desbocado.
Na verdade, simpatizo muito com o Quique e não o trocava por qualquer outro treinador a actuar em Portugal. Pode ter alguma imaturidade, visto ser um treinador ainda jovem, e pode ter tido azar com algumas lesões fulcrais (suazo, reyes e principalmente aimar) que o impediram de criar rotinas na equipa base.
O que lhe tenho a apontar é:
- Ser um bocadinho, assim para o muito, ingénuo nas declarações que presta;
- Não criar um sistema de jogo direccionado ao nosso único goleador (o Suazo não é nosso e os outros não são goleadores);
- Alguns equívocos na estruturação do plantel (lado direito) o que leva a adaptações de recurso (Ruben Amorim).

Pesquisa personalizada