sábado, 6 de fevereiro de 2010

Chicotada na chicotada


Se o Paulo Bento não tinha condições para continuar, muito menos tinha o Carvalhal para entrar. Será que estamos perante o caso em que é necessário uma chicotada na chicotada psicológica? O Paulo Bento deixou o Sporting com duas derrotas, e o Carvalhal faz agora três em linha. Se calhar o Paulo Bento devia ter ficado até ao fim do ano (porque de facto não tinha condições para continuar, repito), pois não havendo treinadores disponíveis para o mau momento, decerto haveriam para iniciar a próxima época. Agora a emenda foi pior que o soneto. A emenda foi contratada para seis meses, mas se calhar nem isso dura. Isto porque se foi feito o investimento em jogadores em Janeiro para a época não ser à Benfica, então também se justificaria investir já num treinador de jeito, ou pelo menos num daqueles que possa ser que seja bom. E não num daqueles que provavelmente é muito mau, como é o Carvalhal. Mas se o momento na altura em que o Paulo Bento saiu era mau, que dizer agora? Agora se calhar vamos ter que aguentar com o Carvalhal até ao fim da época, pois ninguém (a não ser outro Carvalhal) quererá vir agora. Espero que ao menos estejam a negociar um treinador (não um Carvalhal) para a próxima época.

13 comentários:

low desert puke disse...

Quanto tempo aguentaste desta vez antes de mudares de canal?

Fuinha da Bola disse...

Vi o jogo todo. A primeira parte foi razoável. Mas a segunda foi difícil de ver, com aquele golo de contra-ataque por uma auto-estrada.

tio disse...

o sporting está morto! acabou...

espero q ressuscite algum dia...

low desert puke disse...

...sentado ou deitado? Porque com adeptos como tu vai ser difiçil. é que agora mais do que nunca devias estar com a equipa, em vez de esperares.

Mas nem tudo é mau, o teu anti-benfica està nos pìncaros. O que te permite acordar todos os dias com uma enorme força de viver.

Carrega tio.

Caneleiras de cortiça disse...

Fuinhas, e agora quantas são? Reconta lá

ana disse...

Fuinha, não te iludas. O problema do futebol do Sporting não é o treinador... o problema é a cabecinha(?) de meia dúzia dos que andam dentro de campo, que estão concentrados em tudo menos no que estão a fazer... A mudar de treinador, que seja um com tomates para sentar no banco quem precisa de uns banhinhos de humildade. Perder por perder, que seja com quem ao menos se esforça para que isso não aconteça. E por falar em banhinhos... aquele balneário deve ser um mimo... acho que nem cilit bang aquilo lá ia, tal a falta de higiene mental... não fosse amar tanto o Sporting e o desporto que é o futebol e fazia como certos jogadores que lá andam: "tô nem aí" e dedicava-me só às modalidades "amadoras"...!

low desert puke disse...

Voces sao mesmo incriveis.

Parece que se "nao fosse o amor pelo futebol" muitos sportinguistas desistiriam pura e simplesmente de acompanhar a equipa. Os vossos coraçoes funcionam mesmo de maneira estranha, porque é agora, mais do que nunca que deviam estar ao lado da equipa. Assim, estao a cair(confirmar?) na ridicula e vergonhosa figura de serem do sporting apenas quando ganham...

Tal como nos anos 80 e 90, um novo deserto que levarà (18) anos a ser atraversado poderà estar aì à vossa frente. Nao é, por isso, uma grande surpresa. Quantos sportinguistas nao meteram um cadeado na boca nesse periodo? Depois, às costas de um simbolo do Benfica e outro do porto là ganharm um titulo e de repente jà todos eram do sporting outra vez.

Resta-me desejar-vos bons sonhos nesse vosso sono milenar.

ana disse...

Tens uma fixação com o Sporting e os sportinguistas, tu... tá calado, pá! tá calado! Mais uma vez interpretas à tua maneira. Onde me viste dizer que vou meter um cadeado na boca? Onde me viste dizer que vou negar o meu sportinguismo? Sabes o que quer dizer "tô nem aí"? Não me devia ralar com estas humilhações que nos pregam, tal como eles se estão a marimbar para nós, adeptos. Fénix que contigo é preciso esmiuçar as coisas todinhas... tipo a publicidade do "explica-me como se fosse uma criança de 4 anos"... és o autor desse slogan, não? Ou talvez alguém que passa pelos blogues e costuma ler as tuas interpretações sui generis se inspirou em ti... :P

ana disse...

Aliás, acho graça ao sermão vindo de um esselbê, que têm a fama de rasgar cartões quando a coisa corre mal... se te lembras da travessia dos 18 anos, mete-me espécie como é que não vias sportinguistas. O estádio costumava estar sempre bem mais composto do que agora. Olha, em relação ao escondido, aqui onde moro, há muito que não via tanta camisola e boné do teu clube... caro puke, não cuspas para o ar...

low desert puke disse...

Mas onde é que eu digo que te vi dizer que vais meter um cadeado na boca?!?

"explica-me como se fosse uma criança de 4 anos"..Exactly!...e quando fores maior de idade aconselho-te a tentares a sorte em Hollywood. Pagam bem a quem inventa boas històrias.

Valdemar disse...

Isto de andar em acordo com o Low Desert, preocupa-me.

Mas mais uma vez, assim é.

É nos maus momentos que se vê os verdadeiros Sportinguistas.

Os que só aparecem nas vitórias, que esperam que seja a equipa a puxar por eles, que assobiam quando o atleta falha (e toda a gente tem direito a falhar, especialmente se safa a equipa em muitas outras ocasiões), esses têm pouco direito a reclamar dos maus momentos da equipa.

E isto também tem influência na quantidade de jogadores com sentimento pelo clube.

O Figo não fez questão de terminar a carreira no clube? O Simão Sabrosa não teve pejo em assinar pelo rival as melhores páginas da sua carreira? O Quaresma, a mesma coisa no Porto? O Nani ou o Cristiano Ronaldo alguma vez pensarão em voltar ao Sporting?

Isto tudo está relacionado com a forma como tratámos os atletas desde a bancada, quando estiveram ao serviço do Sporting.

No Sporting, somos muitas vezes ingratos. Num momento aplaudimos a boa jogada, para, no momento seguinte, assobiarmos sem perdão o mesmo jogador. Falta-nos carinho pelos atletas. Que retribuem com a mesma falta de solidariedade, mais tarde ou mais cedo.

Não sei se se assobiava o guarda-redes Bento no velhinho Alvalade, quando ele metia frangos, que os deve ter metido uma vez ou outra, mas se queremos que Rui Patrício seja o novo Bento, a jogar pelo Sporting, a sentir a camisola, então vamos acarinhar o rapaz que já leva mais jogos a titular pelo clube que o ídolo com a mesma idade. Falhar? Toda a gente falha. Cada um de nós, no dia-a-dia. Quem for perfeito, que atire a primeira pedra.

Isto, naturalmente, não interfere no espírito crítico que temos que ter acerca de quem achamos que tem e quem não tenha valor para vestir a camisola verde e branca. Mas penso que um pouco de respeito por quem presentemente defende o emblema do clube, e já safou a situação muitas outras vezes, é o mínimo.

Senão, não nos podemos queixar, que os atletas, no momento de decidir o contrato no clube ou num rival, ou numa fase posterior das carreiras, que o amor pelo clube pese pouco na balança.

Que se tiverem que decidir entre o dinheiro que vão ganhar num clube de segunda dimensão numa liga estrangeira e entre o carinho que se recordem de ter recebido das bancadas do Alvalade XXI, e descubram que a decisão se torna fácil.

A dimensão das palavras do Miguel Veloso, quando uma vez disse que quem estivesse para assobiar, que ficasse em casa, era toda essa.

Não perguntem o que o vosso clube pode fazer por vocês. Perguntem antes o que vocês podem fazer pelo vosso clube.

"Não é o Sporting que se orgulha do nosso valor. Nós é que nos devemos sentir honrados por ter esta camisola vestida" - Francisco Stromp

Perdoem, mas hoje estou a dar para o sentimentoalóide.

Abraço

ana disse...

Valdemar, e, pelos vistos, faz-te muito mal em concordar com o puke, uma vez que já chamas Bento ao grande, enorme, Damas!

Bengas disse...

Concordo com o facto de estar ao lado da equipa nos maus momentos. E eu tenho estado. No entanto, confesso que desta vez, simplesmente não me apeteceu ir ao estádio. sou sócio há 26 anos e nunca tinha perdido um derby em Alvalade, em jogos oficiais. Desta vez, não hesitei em ficar em casa e ver o jogo na TV a beber umas cervejas com outros sportinguistas que sentiam o mesmo.
Jogamos mal, temos um treinador mediano que foi despedido do Belenenses e do Marítimo, saio normalmente mais triste de Alvalade do que lá entro, estou revoltado com a falta de rumo, com a má gestão, com o assobiar para o ar do nosso "presidente" em quem me arrependo de ter dado os meus 7 votos, tenho vergonha e fico incomodado com a figura que estamos a fazer. A pior que já fizemos desde que vejo futebol. Corremos sérios riscos de fazer a pior classificação de sempre na liga. Não falta muito! Basta ficar abaixo do 5.º lugar... temos muito provavelmente o pior registo de sempre em golos sofridos. Enfim, isto não é o sporting e estou seriamente preocupado.

Pesquisa personalizada