domingo, 24 de maio de 2009

Quem tramou Quique Flores?


À semelhança de "Quem tramou Roger Rabbit?" trata-se de uma comédia (bastante) animada. Então não é que o clube se propunha a conquistar o campeonato?
Também se podia chamar Missão Impossível V. Só o Benfica para nos proporcionar uma capa e fotografia destas. Merecia ser eternizado, por isso o post.
in www.record.pt:
"Aos 44 anos, o treinador madrileno apresenta um currículo cinzento, tendo ganho pouco mais de metade dos encontros disputados ao serviço de um clube que se propunha, no início da temporada, reconquistar o campeonato."
Nota: Reconquistar! Re! ahahaha.

Legenda: "Donde cojones me he metido? Denme la plata, el millóncito, para que el gitano se va con amistad."

9 comentários:

tio disse...

a mim até me mete pena....

o gajo parecia uma pessoa série e educada (coisa rara no benfica) mas a labregagem tem é fome de titulos por isso vai pro olho da rua e que venha o proximo.

ainda tou pra ver a maneira como ele vai sair... vai levar um chuto no cú... sim pq os labregos sao ingratos e gananciosos!

low desert puke disse...

Lamento, tio, mas nao viste as imagens ontem no final do jogo.

Depois queria que me explicasses sem meias palavras e usando exemplos especificos quando e onde è que somos/fomos ingratos e gananciosos.

Ricardo disse...

Low, tu ainda tentas?

É que, além de o que o labrego do tio diz não ser verdade, acho piada ao conceito do gajo: "um treinador é educado, logo é competente".

Além de labrego, mentiroso e parvo, ainda consegue perceber tanto de futebol como eu de artes performativas indianas.

tio disse...

lol desculpa poeta, mas só agora consegui perceber quem é Fernando Aguiar - o Robocop!

tu es lindo poeta

joemorales disse...

Fomos ingratos quando nos recusámos a dar ao Iordanov o dinheiro da receita de um jogo, ou ao Cherbakov. Deve ser esse tipo de ingratidão que te referes.

tio disse...

lembro me com felicidade qdo deram um chuto no cu do JVP dps de ele os ter levado ao colo durante anos.

sobre a ganancia... ó puke isso basta abrir a TV principalmente em inicio de epoca e veres as tristes figuras q vcs fazem. AInda me lembro da chegada do Aimar.. aahhaa

que comédia!

low desert puke disse...

O caso do JVP foi culpa exclusivamente de um senhor que foi mais tarde escorraçado do clube pelos benfiquistas. Os quais hoje, na sua totalidade, recordam esse senhor com muita negatividade. Nem um benfiquista, mesmo habitando no Alasca defende uma unica atitude ou decisao que esse senhor tenha tido quando estava à frente do clube. Portanto esse exemplo è cabalmente vazio.

Quanto ao Cherbakov e ao Iordanov, engoles e estàs caladinho.

Depois posso ainda mencionar um tal de Bobby Robson, que foi pontapeado para fora do clube quando estava em 1° no campeonato, indo depois para o porto para ser campeao. Essa foi uma jogada de mestre.

Fuinha da Bola disse...

Que estranho, eu que sempre tenho visto o Cherbakov de tempos a tempos no Sporting. Sabes mais de pormenores do Sporting que nós todos ldp? Queres partilhar?
Assim como do caso Iordanov, em que ao próprio foi oferecida a oportunidade um jogo e depois de recusada por não acordar com o Sporting em pormenores do mesmo ter decidido ir para tribunal? Que ficheiros secretos tens aí?

low desert puke disse...

"Sempre tenho visto" e "de tempos a tempos" è um paradoxo. E quando usado dessa maneira na mesma frase, (e sobre o assunto que è) - quer dizer que bateste no fundo como adepto (sportinguista, claro està).

Confirma que enquanto escrevias estavas a inventar(!) - isto è confirmado pela Psicologia, podias estudar um pouco -, porque nao podes ficar calado perante um benfiquista, que na sua mera labreguisse sabe talvez mais sobre o teu clube. O teu cèrebro enevoou-se e perdeu o discernimento espàçio-temporal que acontece quando "visualizamos" imagens mentais jà gravadas na nossa mente. Simplesmente porque...essa imagem de ver o Cherbakov "sempre ocasionalmente" nos corredores de alvalade nao existe, foi construida por ti no momento. Repito, "sempre ocasionalmente"!

Portanto, continua a comportar-te dessa maneira, que a malta agradece as gargalhadas ocasionais.

Pesquisa personalizada